As retraduções de La Casa de los Espíritus: uma (re)visita à hipótese da retradução

Gleiton Malta, Elaine Cunha Rael

Resumo


Este trabalho visa indagar a hipótese da retradução de Berman (1990/2007) por meio da análise de traduções já publicadas da obra La Casa de los Espíritus (1982), de Isabel Allende. Tomando por base os conceitos de retradução e de unidade de tradução, estruturas dos textos foram selecionadas com o fito de se comparar as traduções publicadas num intervalo de trinta anos e o texto-fonte. A análise se deu por um enfoque estrutural, não sendo a semântica o foco para o presente estudo. Como resultado da pesquisa, pôde-se averiguar que a hipótese da retradução não encontra respaldo na análise realizada de forma estritamente estrutural. Concluiu-se, ainda, que para que a hipótese da retradução seja averiguada é necessário que o conjunto de características, que vai desde a estilística, passando pela estrutura e alcançando a semântica, seja levado em consideração quando da aproximação ou distanciamento do texto-fonte, tal como apregoa a referida hipótese.

Palavras-chave


Retradução; Unidades de tradução; Estudos da Tradução; Tradução espanhol-português; Literatura;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rlr.v4i3.464

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Letras Raras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

           


Siga-nos nas redes sociais:

 


VISITANTES NO MUNDO DA REVISTA LETRAS RARAS: