Coração na aldeia, pés no mundo - entrevista com Auritha Tabajara

Eliane Cristina Testa, Soraima Moreira Alves Ferreira

Resumo


A entrevista realizada com Auritha Tabajara (do povo Tabajara) tem como enfoque apresentar a primeira indígena cordelista brasileira. Destacamos também que a mulher indígena precisa ocupar seu espaço na sociedade, ter voz e visibilidade. Além disso, essa entrevista traz uma auto-história de Tabajara, em que as suas vivências e experiências em diferentes regiões do Brasil são expressas de modo a mobilizar relatos, mesmo que breves, da sua trajetória pessoal e como escritora indígena na entrevista. Tabajara configura-se como um marco na literatura brasileira contemporânea uma vez que representa uma precursora na literatura de cordel indígena, com isso a autora vai abrir espaços para que outras escritoras e/ou escritores indígenas enveredem pelos versos cordelianos.


Palavras-chave


Literatura de cordel indígena. Auritha Tabajara. Coração na aldeia pés no mundo. Literatura Indígena Contemporânea.

Texto completo:

PDF

Referências


RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento Justificando, 2017.

TABAJARA, Auritha. A grandeza Tabajara. 2019.

_______________. A lenda de Jurecê. 2020.

_______________. A sagrada pedra encantada. 2019.

_______________. Coração na aldeia pés no mundo. São Paulo: UK’A editorial, 2018.

_______________. Diário de Auritha. 2009.

________________. Toda luta história do povo Tabajara. 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rlr.v10i3.2159

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista Letras Raras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

           


Siga-nos nas redes sociais:

 


VISITANTES NO MUNDO DA REVISTA LETRAS RARAS: