MARIA DAS NEVES BATISTA PIMENTEL: A VOZ POR TRÁS DO VERSO

Elanir França de Carvalho, Letícia Fernanda da Silva Oliveira

Resumo


Em seus folhetos de cordel, publicados na década de 1930, Maria das Neves Batista Pimentel reiterou os valores patriarcais vigentes na sociedade nordestina em que vivia, buscando exaltar, principalmente, a honra e a virtude como as maiores dádivas femininas. Em sua escrita, sob o pseudônimo do marido, Altino Alagoano, não buscou se aproximar do universo feminino, muito menos advogar em favor de uma maior participação feminina na sociedade. Neste artigo pretendemos investigar como a cordelista retratou as mulheres em seu folheto e também por que a autora reafirmou as regras sociais a que esteve submetida durante toda a vida, incorporando os dogmas e valores patriarcais às histórias que compunha em versos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rle.v16i2.716

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Leia Escola consta nos seguintes indexadores, bancos de dados e bibliotecas

                                                   

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

A  Revista Leia Escola está licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais... _______________________ _< __________________________________________________