A LITERATURA INFANTIL INSTIGANDO QUESTÕES “DELICADAS” DESDE A INFÂNCIA: O CASO DE BINTOU’S BRAIDS

Patrícia Pinheiro Menegon, Josilene Pinheiro-Mariz

Resumo


Compreendendo que a literatura é um dos meios mais eficazes para se estimular o imaginário da criança quando de sua entrada na escola, buscamos discutir a noção de beleza negra infantil e a relação entre avós e netos, pelo olhar da cultura africana, a partir da narrativa Bintou’s Braids (DIOUF, 2001) na aula de inglês. As nossas reflexões estão ancoradas em Hunt (2010) e outros, ao tratarem da necessidade de se iniciar a criança na literatura desde cedo na escola; na Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da História e Cultura Africana e Afro-brasileira no ensino básico, como incentivo à leitura; em Munanga (2005) sobre o racismo na escola; e, em Hooks (2006) no que concerne à beleza negra. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rle.v16i1.644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Leia Escola consta nos seguintes indexadores, bancos de dados e bibliotecas

 

 

                                               

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

A  Revista Leia Escola está licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais... _______________________ _<

 

Siga Rev Leia Escola nas redes sociais

   Instagram