LETRAMENTOS DIGITAIS EM PLANOS DE AULA DO PORTAL NOVA ESCOLA

Isabel Cristina da Silva Carneiro, Williany Miranda da Silva

Resumo


A cultura digital tem sido solicitada em várias instâncias da instituição escolar, tais como, o uso de material didático, aplicativos e plataformas educativas dentre outras. Nesse sentido, este trabalho investiga as práticas letradas digitais de dois docentes, uma pedagoga e um professor de matemática, na regência de aulas com base nesse saber exigido. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa, a partir da análise de entrevista semiestruturada e observação in loco de suas práticas, tomando por base a aplicação de planos de aula do portal Nova Escola. Os dados revelaram que o uso de aparatos tecnológicos para a ministração das aulas (datashow, computador e caixa de som) não é condição suficiente para o bem-sucedido planejamento e realização das aulas, revelando-se a necessidade de reflexão sobre a mediação tecnológica necessária para o efetivo exercício da docência, com uso significativo do letramento digital, para além de uma ferramenta.

 


Palavras-chave


Letramentos digitais; Planos de aula; Portal Nova Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BARTON, D.; LEE, C. Linguagem online: textos e práticas digitais. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: 568 http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf. Acesso em: 02 jun. 2019.

BUCKINGHAM, D. Cultura digital, educação midiática e o lugar da escolarização. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 37-58, 2010. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2016.

BUZATO, M. Letramentos digitais e formação de professores. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO EDUCAREDE: EDUCAÇÃO, INTERNET E OPORTUNIDADES, 3, 2006, São Paulo. Anais... São Paulo: CENPEC, 2006, p. 1-13.

BUZATO, M. Desafios empíricos-metodológicos para a pesquisa em letramentos digitais. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, n. 1, p. 45-62, jan./jun. 2007.

CARVALHO, G. Eventos de letramento e práticas de letramento: teoria e prática nos Novos Estudos de letramento. In: MAGALHÃES, I. (Org.). Discursos e práticas de letramento: pesquisa etnográfica e formação de professores. Campina, SP: Mercado de Letras, 2012.

DAMICO, J.G.S. KLEIN, C. O uso da etnografia pós-moderna para a investigação de políticas públicas de inclusão social. In: MEYER, D. E.; PARAÍSO, M. A. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. 2.ed. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

DUDENEY, G.; HOCKLY, N.; PEGRUM, M. Letramentos digitais. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

GASPARIN, J.L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

IBGE. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/. Acesso em: 11 jun. de 2019.

LIBÂNEO, J.C. Didática. 2º ed. São Paulo: Cortez, 2013.

REZENDE, M. V., Formação Inicial de professores de língua portuguesa para a era digital. 2015. 230 f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) – Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2016.

______. O conceito de letramento digital e suas implicações pedagógicas. Texto livre: linguagem e tecnologia, Minas Gerais, vol. 9, nº 1, p. 94-107, 2016.

RIBEIRO, M. H.; FREITAS, M. T. A. Letramento digital: um desafio contemporâneo para a educação. Educ. Tecnol. Belo Horizonte, vol. 16, n° 13, p. 59-73, set./dez. 2011.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

STREET, B. Os novos Estudos sobre o Letramento: histórico e perspectivas. In: MARINHO, M.; CARVALHO, G. (Eds.). Cultura escrita e Letramento. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

TORMENTA , A.A.; FIGUEIREDO, J.A. Planejamento: a importância do plano de trabalho docente na prática pedagógica. 2010. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2010/2010_fafipa_ped_artigo_ana_aparecida_tormenta.pdf . Acesso em: 19 de dezembro de 2018.

VASCONCELLOS, C. S. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 9 ed. São Paulo: Libertad, 2002.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2 ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rle.v20i1.1799

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Leia Escola consta nos seguintes indexadores, bancos de dados e bibliotecas

 

 

                                               

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

A  Revista Leia Escola está licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais... _______________________ _< __________________________________________________