ASPECTOS RELEVANTES DA DRAMATURGIA PARA A INFÂNCIA NAS PALAVRAS DE QUEM FAZ O TEATRO INFANTIL

Fabiano Tadeu Grazioli, Fulvio Torres Flores

Resumo


O artigo parte de uma reflexão sobre o primeiro livro de teatro infantil publicado no Brasil, a saber, Teatrinho Infantil, de Figueiredo Pimentel, até apresentar o propósito do trabalho, que é pinçar de um conjunto de publicações diversas (entrevista, depoimento, debate transcrito, artigos publicados inicialmente em jornais, publicações acadêmicas como obras teóricas e periódicos científicos) informações sobre a dramaturgia para a infância ou então aspectos do teatro infantil que servem também para pensarmos a dramaturgia para a infância. Este tema não é recorrente nos estudos da literatura infantil brasileira e não recebeu, no país, a mesma atenção, por parte dos pesquisadores, que o poema e a narrativa. Não houve a intenção de mapear um período histórico específico de publicações, mas sim de revisitar as vozes de alguns diretores, encenadores, atores, pesquisadores, críticos e dramaturgos que contribuíram com as Artes Cênicas, em especial aquelas destinadas às crianças. Ao final, percebe-se uma importante galeria de informações que podem auxiliar no direcionamento de um teatro infantil que serve aos princípios da infância e legitimam a arte que precisa ser oferecida a esse público, e, claro, à dramaturgia que vai servir de ponto de partida para a construção dos referidos espetáculos. Embora os autores pesquisados não tenham o intuito de prever uma dramaturgia para ser lida pela criança, nós, entusiastas dessa possibilidade, podemos afirmar que os aspectos levantados indicam alguns caminhos para uma dramaturgia com essa finalidade.

 

RELEVANT  ASPECTS OF DRAMATURGY FOR CHILDREN IN THE WORDS OF WHO DO THEATER FOR CHILDREN

Abstract: This article begins by reflecting on the first children´s theater book published in Brazil, namely Teatrinho infantil (literally: Little theater for children), by Figueiredo Pimentel, and after it presents the purpose of the work, which is to draw from a set of different publications (interview, testimony, transcript discussion, articles published initially in newspapers, academic publications such as theoretical works and scientific journals) information on the dramaturgy for children or aspects of the children´s theater that are as well useful for thinking the dramaturgy for children. This theme is not recurrent in the studies of Brazilian children´s literature and it has not yet received, in this country, the same attention by researchers that poetry and narrative have. There was no intention of mapping a specific historical period of publications, but rather to revisit the voices of some directors, actors, researches, critics and playwrights who have contributed to the Performing Arts, specially those aimed at children. In the end, an important gallery of information can be found that can help guide a children´s theater that serves the principles of childhood and legitimize the art that must be offered to this audience and, of course, the dramaturgy that will serve as a starting point for the construction of these theater productions. Although the researched authors do not intend to predict a dramaturgy to be read by children, we –  enthusiasts of this possibility – can affirm that the aspects raised indicate some ways for a dramaturgy for this purpose.

Keywords: Brazilian children´s literature. Theater artists experiences. Dramaturgy reading.




Palavras-chave


Literatura infantil brasileira. Experiências de criadores do teatro. Leitura da dramaturgia.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVICH, Fanny. Uma tragédia. E para crianças. In: ______. O estranho mundo que se mostra às crianças. São Paulo: Summus, 1983. p. 81-88.

ABRAMOVICH, Fanny. Teatro infantil: leia-se teatro infantil, não pequeno. In: ______. O estranho mundo que se mostra às crianças. São Paulo: Summus, 1983. p. 97-110.

BLOCH, Pedro. Dicionário de humor infantil. Rio de Janeiro: Ediouro Paradidactic, 1997.

CAMAROTTI, Marco. A linguagem no teatro infantil. Recife: Editora da Universidade Federal de Pernambuco. 2005.

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: ______. Vários escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995, p. 235-263.

CARNEIRO NETO, Dib. Pecinha é a Vovozinha. São Paulo: DBA, 2003.

CARNEIRO NETO, Dib. Por dentro das gargalhadas. In: ______. Já somos grandes: teatro infantil (entrevistas, críticas, debates, balanços e rumos). São Paulo: Giostri, 2014a. p. 35-46.

CARNEIRO NETO, Dib. Reflexões sobre o dia mundial do teatro infantil. In: ______. Já somos grandes: teatro infantil (entrevistas, críticas, debates, balanços e rumos). São Paulo: Giostri, 2014b. p. 47-49.

CARNEIRO NETO, Dib. Balanços. In: ______. Já somos grandes: teatro infantil (entrevistas, críticas, debates, balanços e rumos). São Paulo: Giostri, 2014c. p. 50-85.

CARNEIRO NETO, Dib. Críticas. In: ______. Já somos grandes: teatro infantil (entrevistas, críticas, debates, balanços e rumos). São Paulo: Giostri, 2014d. p. 133-216.

CARNEIRO NETO, Dib. Rumos. In: ______. Já somos grandes: teatro infantil (entrevistas, críticas, debates, balanços e rumos). São Paulo: Giostri, 2014e. p. 217-222.

FLORES, Fulvio Torres. Literatura dramática: um convite à leitura. Contexto Educação, Petrolina-PE, ano 8, n. 15, p. 69-72, jul.-dez. 2017

GRAZIOLI, Fabiano Tadeu. Percursos criativos na concepção de Canto de Cravo e Rosa, de Viviane Juquero: a dramaturgia impressa para a leitura da criança. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade de Passo Fundo. Passo Fundo, 2019. 204p.

GRAZIOLI. Fabiano Tadeu. Teatro de se ler: o texto teatral e a formação do leitor. Passo Fundo: Ediupf, 2019.

GRAZIOLI. Fabiano Tadeu (Org.). Teatro infantil: história, leitura e propostas. Curitiba: Positivo, 2015.

LAURITI, Thiago. Palimpsesto e análise literária: proposta para uma arqueologia do autor de literatura infantil. 206 f. Tese (Doutorado em Letras), Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2019.

LEÃO, Andréa Borges. Brasil em imaginação: livros, impressos e leituras infantis (1890-1915). Disponível em: . Acesso em: 06 jul. 2019.

LEÃO, Raimundo Matos de. Teatro para crianças: dramaturgia e encenação. Revista Repertório: teatro & dança, Salvador, n. 14, 2010. p. 85-96. Disponível em: Acesso em: 20 maio 2018.

RYNGAERT, Jean-Pierre. Introdução à análise do teatro. Tradução: Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva, 2008.

ROSENFELD, Anatol. Literatura e Personagem. In: CANDIDO, Antonio et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2007. p. 9-49.

SANTOS, Vera Lúcia Bertoni; BENDER, Ivo. Criança, teatro e dramaturgia. In: JACOBY, Sissa (Org.). A criança e a produção cultural: do brinquedo à literatura. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2003. p. 161-181.

ZILBERMAN, Regina. Teatro para crianças e jovens: questões históricas e caminhos criativos. In: GRAZIOLI. Fabiano Tadeu (Org.). Teatro infantil: história, leitura e propostas. Curitiba: Positivo, 2015. p. 13-29.




DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rle.v19i2.1504

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Leia Escola consta nos seguintes indexadores, bancos de dados e repositórios

                                                        

                  

    

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

A  Revista Leia Escola está licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais... _______________________ _< __________________________________________________