REFUGIADOS NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOBRE AS NARRATIVIDADES DO DISCURSO JORNALÍSTICO NA INTERNET

Vanda Késsia Gomes Galvão, Washington Silva de Farias

Resumo


RESUMO: Considerando que o refúgio é um forte tema em debate na sociedade brasileira, através da Análise do Discurso francesa, analisamos como é construída a representação do sujeito refugiado em narratividades do discurso jornalístico online da mídia tradicional e da alternativa. Utilizamos um corpus com publicações de quatro sites, referentes em especial ao ano de 2017, quando a Lei de Migração entrou em vigor, e também alguns posts de outros anos que se relacionam ao período de discussão deste dispositivo legal no Congresso Nacional. Durante a análise, são mobilizados os conceitos de formação discursiva, posição-sujeito, interdiscurso e narratividade. Os resultados do trabalho sugerem que portais identificados com a posição-sujeito da mídia tradicional abordam a pauta dos refugiados pela ótica do mercado de trabalho e da economia. Já portais que se inserem na posição-sujeito da mídia alternativa consideram o refúgio identificando-se à pauta dos direitos humanos, problematizando aspectos silenciados na mídia tradicional.

PALAVRAS-CHAVE: Refugiados. Discurso jornalístico. Posição-Sujeito. Narratividade.


Palavras-chave


Refugiados; Análise do Discurso; Discurso jornalístico

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

ALBUQUERQUE JÚNIOR. D. M. Xenofobia: medo e rejeição ao estrangeiro. São Paulo: Cortez, 2016.

BAUMAN, Zygmunt. Estranhos à nossa porta. Rio de Janeiro: Zahar, 2017.

BOBBIO, Noberto. Direita e esquerda. Razões e significados de uma distinção política. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. São Paulo: Editora da Universidade Paulista, 2ª reimpressão, 1995.

BOURDIEU, P. Sobre a televisão. Seguido de A influência do jornalismo e os jogos olímpicos. Tradução de Maria Lúcia Machado. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

COURTINE, J.-J. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. São Paulo: EdUFSCar, 2014.

INDURSKY, Freda. Da produção à criação da obra de arte como gesto político. In: INDURSKY, F.; FERREIRA, M. C. L.; MITTMANN, S.; (org). Análise do discurso: dos fundamentos aos desdobramentos (30 anos de Michel Pêcheux), Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015.

ORLANDI, Eni P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 6ª ed. Campinas, SP: Pontes, 2005a.

_________. Discurso e Texto. Formulação e Circulação dos Sentidos. Campinas, SP: Pontes, 2ª edição, 2005b.

_________. Eu, tu, ele: discurso e real da história.2 ed. Campinas, SP: Pontes Editores. 2017.

PAYER, Maria Onice. Imigração à deriva e efeitos de extraposição discursiva. In:FLORES, G. G. B.; NECKEL, N. R. M.; GALLO, S. M. L.; (org). Análise de discurso em rede: cultura e mídia. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio/ Michel Pêcheux; Tradução de Eni Pulcinelli Orlandi [et al.] -- 2.ed. -- Campinas, SP: Editora da. UNICAMP, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.35572/rle.v18i3.1241

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Leia Escola consta nos seguintes indexadores, bancos de dados e repositórios

                                     

 

                

           

       

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

A  Revista Leia Escola está licenciada com a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais... _______________________ _< __________________________________________________