LÍNGUA COMO SINGULARIDADE NA POLÍTICA EDUCACIONAL PARA SURDOS

Edneia de Oliveira ALVES, Maria Fatima Pereira ALBERTO

Resumo


A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é um fator que influencia diretamente na educação do surdo usuário dessa língua. Assim, a pesquisa relatada nesse artigo partiu do objetivo de identificar os sentidos produzidos nos documentos de ordenamento jurídico sobre a promoção de educação escolar para o surdo usuário de Libras. Para cumpri-lo, teoria histórico-cultural, o método qualitativo por meio da análise documental na qual contou com um corpus composto por 26 documentos de ordenamento jurídico e com a análise temática proposta por Minayo (2010). Como resultado encontrou-se que a educação bilíngue tem como prerrogativa o ensino de Libras e língua portuguesa para surdos e concluiu-se que a esse tipo de educação promove o desenvolvimento pleno do surdo usuário de Libras.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


_________________________________________________________________

PROFLETRAS - CFP - UFCG
Todos os direitos reservados®