A CONSTRUÇÃO DO TRÁGICO EM MEDÉIA: UMA ANÁLISE DA TRANSGRESSÃO NA TRAGÉDIA GREGA

Eduarda Maria Moreira LOPES, Manoel Freire RODRIGUES

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo investigar a tragédia Medéia, de Eurípides, analisar a construção do trágico, salientar os seus aspectos não tradicionais e apontar aspectos de transgressão em relação às normas estabelecidas por Aristóteles em sua Poética.  Assim, a partir do conceito de trágico, buscamos investigar como este se constrói na referida obra, destacando elementos fundamentais para a construção de seu efeito. A obra transgride, rompe com algumas normas e sistemas de organização social. Nesse sentido, evidenciaremos a partir de estudiosos como Werner Jaeger, Sandra Luna e Milton Marques Júnior, a propriedade que a personagem Medéia e seu criador Eurípides têm de transgredir algumas formas tradicionais: Medéia, do ponto de vista da organização da sociedade e Eurípides em relação ao modo de fazer tragédia. Dessa forma, consideramos que o referido tragediógrafo revolucionou a forma de elaborar e apresentar tragédias.
Palavras-chave:
tragédia grega, tradição, transgressão.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES; HORÁCIO; LONGUINO. A poética clássica. Trad. Jaime Bruna. 13 ed. São Paulo: Cultrix, 2005.

BRANDÃO, Junito de Sousa. Teatro grego: tragédia e comédia. 11 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

BULFINCH, Thomas. O livro de ouro da mitologia: histórias de deuses e heróis. 17 ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

EURÍPEDES. Medéia; Hipólito; As troianas; Trad. Mário da Gama Kury. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1991.

______. Medéia. Trad. Miroel Silveira e Junia Silveira Gonçalves. São Paulo: Martin Claret, 2004.

LUNA, Sandra. Arqueologia da ação trágica: o legado grego. João Pessoa: Ideia, 2005.

JAEGER, Werner. Paidéia: A formação do homem grego. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

JÚNIOR, Milton Marques. Introdução aos estudos clássicos. João Pessoa: Ideia e Zarinha, 2008.

MALHADAS, Daisi. O trágico na encruzilhada. In: FACHIN; CELESTE, Lídia; Maria. Teatro em debate. São Paulo: Cultura Acadêmica Editora, 2003.

_______. Tragédia grega: o mito em cena. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. A origem da tragédia. São Paulo: Centauro, 2004


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


_________________________________________________________________

PROFLETRAS - CFP - UFCG
Todos os direitos reservados®