v. 4 (2020)

Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza

DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v4i0


Capa da revista

A capa mostra Borreria spinosa Cham. et Schltdl. ex DC., uma espécie integrante das Rubiaceae, quarta maior família de plantas com flores (Angiospermas) na natureza atualmente. É popularmente denominada de “cabeça de velho”, sendo assim reconhecida por apresentar inflorescência globosa, composta por inúmeras flores brancas. Tem ocorrência nas cinco regiões brasileiras, nos domínios fitogeográficos da Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica.  Além disso, a imagem mostra, ao fundo, parte da Serra da Arara, uma área de altitude localizada no sertão paraibano, a qual apresenta relevante riqueza florística, evidenciada pela primeira vez para comunidade científica no artigo que contempla esta edição.

The cover shows Borreria spinosa Cham. et Schltdl. ex DC., a member of Rubiaceae, which is the fourth largest family of flowering plants (angiosperms) currently in nature. Commonly known as “cabeça de velho” [old man’s head], it is recognized by its globose inflorescence composed of numerous white flowers. This plant occurs in all five regions of Brazil in the phytogeographic domains of the Caatinga, Cerrado and Atlantic Forest. The image also shows part of the Arara Hills in the background, located in the semi-arid region of the state of Paraíba, which has important floristic richness revealed to the scientific community for the first time in the article printed in this edition.