O estágio supervisionado no Ensino Fundamental do curso de Licenciatura em Física: contribuições para a formação docente na perspectiva dos estagiários

Mauro Parnaiba Duarte, Heydson Henrique Brito da Silva

Resumo


Neste trabalho buscamos investigar algumas contribuições e desafios do componente curricular Estágio Supervisionado I para a formação docente, sob a perspectiva dos estagiários, no curso de Licenciatura em Física do Centro de Formação de Professores (CFP) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Trata-se de um estudo de caso, onde aplicamos um questionário aberto a 25 estudantes que já realizaram a disciplina de Estágio Supervisionado I (o qual aborda o ensino de ciências no Nível Fundamental) no Curso de Licenciatura em Física do CFP. Estes dados foram analisados de modo qualitativo e esquematizados como propõe Bardin (1977, 2011). Constatamos que os mesmos relatam inúmeros contratempos referentes ao processo burocrático do estágio, como também contribuições positivas em relação à prática na sala de aula, no que diz respeito à melhora do desempenho acadêmico dos estagiários ao longo do curso e na sua identificação como futuros professores de Física. Além disso, os estagiários evidenciam as experiências pessoais vividas, no sentido de contribuir significativamente para sua formação, não só como pessoa, ao interagir com pessoas de diferentes contextos, mas também profissional, ao permitir o contato e reflexão dos problemas enfrentados na sala de aula nesse nível de ensino.

Palavras chave: Ensino de Física, Estágio supervisionado, Formação docente, Ensino Fundamental.


Texto completo:

PDF

Referências


Agrello D.A. & Garg R. (2009) Mulheres na física: poder e preconceito nos países em desenvolvimento. Revista Brasileira de Ensino de Física, 31(1): 1305-1–1305-6.

https://doi.org/10.1590/S1806-11172009000100005

Bardin L. (1977) L’Analyse de Contenu. Paris: Pressesuniversitaires de France. 233 p.

Bardin L. (2011) Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70. 280 p.

Barreiro I.M.F. & Gebran R.A. (2016) Prática de Ensino e Estágio Supervisionado na Formação de Professores. 2° edição. São Paulo: Avercamp. 160 p.

Brasil (2012) Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Universidade Federal de Goiás. Licenciatura em Física: estágio supervisionado em física – considerações preliminares / Geonovese L.G.R. & Geonovese C.L.C.R. Goiânia: UFG-FUNEPE. 207 p.

Carvalho M.A.O. (2009) Estágio Supervisionado na Licenciatura em Física da Uel: Reflexões Sobre a Orientação e a Supervisão. Anais do Congresso Nacional de Educação, 1: 1–14. Curitiba: Editora Champagnat.

Carvalho A.M.P. (2013) Os estágios nos cursos de licenciatura. São Paulo: Cengage Learning. 192 p.

Celestino J.R. (2016) Uma Reflexão Acerca da Formação de Professores e a Realidade Educacional na Contemporaneidade. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, 9: 85–98.

Coutinho R.X., Folmer V. & Puntel R.L. (2014) Aproximando universidade e escola por meio do uso da produção acadêmica na sala de aula. Ciência & Educação, 20: 765–783.

http://dx.doi.org/10.1590/1516-73132014000300016

Duarte J.B.A. (2005) Contestação escondida: As críticas de jovens à escola atual. São Paulo: Cortez. 128 p.

Leta J. (2003) As mulheres na ciência brasileira: crescimento, contrastes e um perfil de sucesso. Estudos Avançados, 17(49): 271–284. https://doi.org/10.1590/S0103-40142003000300016

Marconi M.A. & Lakatos E.M. (2017) Técnicas de Pesquisa. 8° edição. São Paulo: Atlas. 318 p.

Martins A.F.P. (2009) Estágio supervisionado em Física: o pulso ainda pulsa.... Revista Brasileira de Ensino de Física, 31(3): 3402-1–3402-7.

Minayo M.C.S. & Sanches O. (1993) Quantitativo-Qualitativo: Oposição ou Complementaridade? Cadernos de Saúde Pública, 9(3): 239–262. https://doi.org/10.1590/S0102-311X1993000300002

Pimenta S.G. (2013) O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? 11° edição. São Paulo: Cortez. 224 p.

Pimenta S.G. & Lima M.S.L. (2012) Estágio e docência. 7° edição. São Paulo: Cortez. 312 p.

Pozo J.I. & Crespo M.A.G. (2009) A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5° edição. Porto Alegre: Artmed. 296 p.

Prodanov C.C. & Freitas E.C. (2013) Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2° edição. Novo Hamburgo: Feevale. 276 p.

Silva W.R. & Fajardo-Turbin A.E. (2012) Como fazer relatórios de estágio supervisionado: formação de professores nas licenciaturas. Volume 1. Brasília: Liber Livro Editora. 232 p.

Silva L.C. & Miranda M.I. (2008) Estágio Supervisionado e Prática de Ensino: Desafios e Possibilidades. 1° edição. Volume 1. Araraquara: Junqueira & Marin editores. 178 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v4i0.1405

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor e Revista mantêm os direitos da publicação

____________________________________________
Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza
Unidade Acadêmica de Ciências Exatas e da Natureza - CFP - UFCG
Cajazeiras - PB, Brasil
(ISSN 2526-8236)

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

INDEX COPERNICUS INTERNACIONAL

 

ICI WORLD OF JOURNALS