Abordagem etnozoológica sobre o uso do tejo (Salvator merianae) por moradores rurais do município de Aparecida, PB, Brasil

Tatiane Pontes de Sá, Paulo Roberto de Medeiros

Resumo


O tejo Salvator merianae é uma importante espécie para moradores rurais do Nordeste do Brasil. Analisar como a espécie é utilizada e o quão frequente ocorre sua captura são aspectos fundamentais para compreender seu status de conservação. Deste modo, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o conhecimento etnozoológico de moradores rurais do Município de Aparecida (Paraíba), em relação ao uso e a importância do tejo (S. merianae). A obtenção dos dados ocorreu através de entrevistas semiestruturadas com a aplicação de questionários aos moradores da região que possuem um maior potencial de conhecimento sobre o uso do animal para fins terapêuticos e alimentícios. Observou-se claramente que S. merianae é utilizada para tratamentos anti-inflamatórios e sua carne é altamente consumida pelos moradores locais, sendo a caça a principal atividade realizada para obtenção de subprodutos do animal. Os resultados mostram a necessidade de novos estudos que aprofundem a importância da zooterapia e avaliem a real eficácia dos produtos de origem animal e os impactos da caça na diversidade zoológica local.  

Palavras chave: Etnoherpetologia, Zooterapia, Caatinga, Conservação.


Texto completo:

PDF

Referências


Almeida C.F.C.B.R. & Albuquerque U.P. (2002) Uso e conservação de plantas e animais medicinais no Estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil): Um estudo de caso. Interciencia, 27: 276–285.

Alves R.R.N. (2009) Fauna used in popular medicine in Northeast Brazil. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, 5: 1–30. http://dx.doi.org/10.1186/1746-4269-5-1

Alves R.R.N. & Souto W.M.S. (2015) Ethnozoology: a brief introduction. Ethnobiology and Conservation, 4: 1–13. https://doi.org/10.15451/ec2015-1-4.1-1-13

Alves R.R.N., Gonçalves M.B.R. & Vieira W.L.S. (2012) Caça, uso e conservação de vertebrados no semiárido brasileiro. Tropical Conservation Science, 5(3): 394–416.

https://doi.org/10.1177/194008291200500312

Alves R.R.N., Soares T.C. & Mourão J.S. (2008) Uso de animais medicinais na comunidade de Bom sucesso, Soledade, Estado da Paraíba, Brasil. Sitientibus - série Ciências Biológicas, 8(2): 142–147.

Araújo D.F.S. & Luna K.P.O. (2017) Os répteis e sua representação social: Uma abordagem etnozoológica. Ethnoscientia, 2: 142–147. http://dx.doi.org/10.22276/ethnoscientia.v2i1.61

Barbosa A., Oliveira D.S.C. & Oliveira C.R.M. (2014) Uso tradicional da fauna silvestre do município de Lapão – Bahia. Enciclopédia Biosfera, 10(18): 118–133.

Bezerra J.F.T. (2011) Uso de animais medicinais de Barra de Santana, Estado da Paraíba. Monografia, Graduação em Biologia. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba.

Cajaíba R.L., Silva W.B. & Piovesan P.R.R. (2015) Animais silvestres utilizados como recurso alimentar em assentamentos rurais no município de Uruará, Pará, Brasil. Desenvolvimento e Meio Ambiente, 34: 157–168.

Cajueiro R.L.P. (2013) Metodologia da Pesquisa Cientifica (p. 13–24). In: Cajueiro R.L.P. (Ed.) Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos: guia prático do estudante. 3ª edição. Petrópolis: Vozes. 112 p.

Coelho J.P.G., Quirino A.M.S., Santos R.P., Viana L.C.A. & Almeida C.G. (2017) O uso de zooterápicos em uma comunidade na Caatinga pernambucana. Revista Brasileira de Agroecologia, 12(3): 202–209.

Costa M.A.F. & Costa M.F.B. (2013) O projeto de pesquisa (p. 19–58). In: Costa M.A.F. & Costa M.F.B (Eds). Projeto de pesquisa: entenda e faça. 4a edição. Petrópolis: Vozes. 39 p.

CPRM – Serviço Geológico do Brasil (2005) Diagnóstico do Município de Aparecida – PB. Disponível em: http://rigeo.cprm.gov.br (Acessado em 23/04/20).

Cunha H.F., Vale M.S., Junior C.A.S., Campos R.F. & Carlos L.O. (2007) Conhecimento empírico dos moradores da comunidade do entorno do Parque Municipal da Cachoeirinha (Iporá – Goiás). Acta Scientiarum. Biological Sciences, 29(2): 203–212.

Dayrell J.S. (2009) Teiú (Tupinmabis merianae). Museu de Zoologia João Moojen, 11: 1–3.

Ferreira F.S. (2009) Avaliação do uso e da comercialização de zooterápicos no Cariri cearense e caracterização biológica da banha de Tupinambis merianae. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Bioprospecção Molecular. Universidade Regional do Cariri, Crato, Ceará.

Ferreira F.S., Brito S.V., Costa J.G.M., Alves R.R.N., Coutinho H.D.M. & Almeida W.O. (2009) Is the body fat of the lizard Tupinambis merianae effective against bacterial infections? Journal of Ethnopharmacology, 126(2): 233–237. https://doi.org/10.1016/j.jep.2009.08.038

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2017) Panorama da cidade de Aparecida. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/aparecida/panorama (Acessado em 24/04/20).

Júnior P.C.B. (2006) Caracterização do uso comercial e de subsistência da fauna silvestre no município de Abaetetuba, PA. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal. Universidade Federal do Pará, Belém, Pará.

Lakatos E.M. & Marconi M.A. (2010) Fundamentos de metodologia científica. 7ª edição. São Paulo: Atlas. 310 p.

Moura F.B.P. & Marques J.G.W. (2008) Zooterapia popular na Chapada Diamantina: uma medicina incidental? Ciência & Saúde Coletiva, 13(2): 2179–2188.

https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000900023

Neta R.O.S. (2012) Uso da fauna com fins terapêuticos no município de Bom Sucesso, PB. Monografia, Graduação em Biologia. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba.

Neto E.M.C. (2000) Conhecimento e usos tradicionais de recursos faunísticos por uma comunidade afro-brasileira. Interciencia, 25(9): 423–431.

Oliveira C.C., Costa D.F.L., Nunes V.N.A. & Lima E.Q. (2016) Avaliação etnofarmacológica de zooterápicos utilizados pela população de Patos – PB. Editora realize, 64: 1–10.

Oliveira L.S. & Souza M.L. (2014) Articulando o ensino de zoologia com a etnozoologia: análise de uma proposta educativa com estudantes do ensino fundamental. Revista da SBENBIO, 7: 5470–5481.

Pinto L.C.L., Cruz A.J.R. & Pires M.R.S. (2015) Incorporando o conhecimento ecológico local na conservação dos lagartos da Serra do Ouro Branco, Minas Gerais, Brasil. Bioscience Journal, 31(2): 613–622. https://doi.org/10.14393/BJ-v31n2a2015-23532

Pinto L.C.L., Mateus M.B. & Pires M.R.S. (2012) Conhecimentos e usos da fauna terrestre por moradores rurais da Serra do Ouro Branco, Minas Gerais, Brasil. Interciência, 37(7): 520–527.

Santos S.L.D.X. (2009) Animais e plantas utilizados como medicinais por uma comunidade rural do semiárido da Paraíba, Nordeste do Brasil. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba.

Silva J.S. (2013) Conhecimento ecológico local sobre aspectos alimentares e reprodutivos do Tupinambis merianae e Hoplias malabaricus no semiárido do nordeste brasileiro. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ecologia. Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco.

Silva E.M. (2014) O uso de zooterápicos por comunidade dos cariris velhos, São João Tigre, PB. Monografia, Graduação em Ciências Biológicas. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba.

Silva M.R.A. (2016) Uso de animais em uma comunidade rural do semiárido brasileiro: Um enfoque etnozoológico. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, Paraíba.

Souto W.M.S., Vieira W.L.S., Montenegro P.F.G., Alves H.N. & Alves R.R.N. (2011) Breve revisão sobre uso de fauna medicinal no Brasil: aspectos históricos, farmacológicos e conservacionistas. Sitientibus - Série Ciências Biológicas, 11(2): 201–210.

Souza A.N.J., Bulhões R.S. & Docio L. (2015) Conexões homem-animal: caracterização do conhecimento etnozoológico de uma comunidade rural no nordeste do brasil. Fecha de Recepción, 13(3): 38–53.

Teles D.A., Rodrigues J.K. & Teles E.A. (2013) Uso místico – religioso da fauna comercializada em feiras livres nos municípios de Crato e Juazeiro do Norte, Ceará, Nordeste do Brasil. Etnobiologia, 11(3): 28–33.




DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v4i0.1379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor e Revista mantêm os direitos da publicação

____________________________________________
Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza
Unidade Acadêmica de Ciências Exatas e da Natureza - CFP - UFCG
Cajazeiras - PB, Brasil
(ISSN 2526-8236)

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

INDEX COPERNICUS INTERNACIONAL

 

ICI WORLD OF JOURNALS