Verificação da temática biodiesel no Enem (1998-2017) em consonância com sua evolução no contexto nacional

Thalyta Pessoa Freire, Geórgia Batista Vieira de Lima, Luciano Leal de Morais Sales

Resumo


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998 e desde lá passou por duas mudanças. Exige dos candidatos a articulação dos conhecimentos aprendidos no ensino médio, relacionando-os com ilustrações, para encontrar uma resolução aos problemas. Entre eles, a produção e uso de biodiesel é um dos assuntos cobrados na matriz do exame. Portanto, a pesquisa procurou entender o perfil das questões sobre este biocombustível, considerando a sua abordagem, o contexto nacional e a apresentação das informações sobre ele na avaliação. De um universo de 1.503 questões (1998 e 2017) foram selecionadas nove. Entre as edições de 1998 e 2002 não houve a menção direta ao biocombustível escolhido. De 2003 em diante, o exame aborda desde a transformação do óleo vegetal em biodiesel, através da reação de transesterificação, às suas políticas de uso e produção.

Palavras chave: Biocombustível, ensino contextualizado, química, ensino médio.

Texto completo:

PDF

Referências


Ambiente Brasil (2004) Viabilidade do óleo vegetal para produção de biodiesel é discutida em Pernambuco. Disponível em: http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2004/05/01/14508

-viabilidade-do-oleo-vegetal-para-producao-de-biodiesel-e-discutida-em-pernambuco.html

(Acessado em 25/02/2018).

Andrade G.G.A. (2012) Metodologia do Enem: uma reflexão. Série-Estudos, 33: 67–76.

ANP ─ Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (2016) Biodiesel. Disponível em: http://www.anp.gov.br/wwwanp/biocombustiveis/biodiesel (Acessado em 15/02/2018).

ANP ─ Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (2017) Consumo de combustíveis no Brasil caiu 4,5% na comparação entre 2016 e 2015. Disponível em: http://www.anp.gov.br/wwwanp/noticias/3585-consumo-de-combustiveis-no-brasil-caiu-4-5-na-comparacao-entre-2016-e-2015 (Acessado em 02/01/2017).

Biodieselbr (2017) A validação do B10 pelas montadoras. Disponível em: https://www.biodieselbr .com/noticias/eventos/a-validacao-do-b10-pelas-montadoras.htm (Acessado em 21/02/2018).

Brasil (1997) Lei nº 9.478, de 06 de agosto de 1997. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 06/08/1997.

Brasil (1998) Portaria nº 438, de 28 de maio de 1998. Diário Oficial da União, Poder Executivo Brasília, DF, 28/05/1998.

Brasil (2002) Portaria MCT nº 702, de 30 de outubro e 2002. Diário Oficial da união, Poder Executivo, Brasília, DF, 30/10/2002.

Brasil (2005) Lei nº 11.097, de 13 de janeiro de 2005. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 13/01/2005.

Brasil (2016) Lei nº 13.263, de 23 de março de 2016. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 23/03/2016.

Brasil (2017) Necessidade de atendimento especial deve ser comprovada. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/busca-geral/212-noticias/educacao-superior-1690610854/48371-neces

sidade-de-atendimento-especial-deve-ser-comprovada (Acessado em 19/02/2018).

Cruz G. (2011) ENEM e os novos rumos do vestibular. Educatrix, 1: 84–87.

Drummond C. (2017) A venda do pré-sal, um desastre para o Brasil. Disponível em: https://www.c

artacapital.com.br/revista/977/a-venda-do-pre-sal-um-desastre-para-o-brasil (Acessado em 25/ 02/2018).

Enem ─ Exame Nacional do Ensino Médio (2017) Para pessoas privadas de liberdade será aplica

do nos dias 12 e 13 de dezembro. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/enem/2017/n

oticia/enem-2017-para-pessoas-privadas-de-liberdade-sera-aplicado-nos-dias-12-e-13-de-dezem

bro.ghtml (Acessado em 15/02/2018).

Ferreira E.M. (2014) Análise da abrangência da matriz de referência do ENEM com relação às habilidades avaliadas nos itens de Matemática de 2009 a 2013. Dissertação de Mestrado, Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional. Universidade de Brasília, DF, Brasília.

Garcia C.M. (2006) Transesterificação de óleos vegetais. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Química Inorgânica. Universidade de Brasília, DF, Brasília.

Geris R., Santos N.A.C., Amaral B.A., Maia I.S., Castro V.D. & Carvalho J.R.M. (2007) Biodiesel de soja: reação de transesterificação para aulas práticas de Química Orgânica. Química Nova, 30(5): 1369–1373. doi: 10.1590/S0100-40422007000500053

INEP ─ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (1998) Enem: documento básico. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/Exame+Nacional+do+Ens

ino+M%C3%A9dio+-+ENEM++documento+b%C3%A1sico/e2cf61a8-fd80-45b8-a36f-af6940e56

?version=1.1 (Acessado em 24/02/2018).

INEP ─ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (2017) Provas e gabaritos Enem. Disponível em: http://inep.gov.br/provas-e-gabaritos (Acessado em 15/01/2018).

Knothe G., Gerpen J.V., Krahl J. & Ramos L.P. (2006) Manual do Biodiesel. São Paulo: Edgard Blucher. 352 p.

Maceno N.G., Ritter-Pereira J., Maldaner O.A. & Guimarães O.M. (2011) A Matriz de Referência do ENEM 2009 e o Desafio de Recriar o Currículo de Química na Educação Básica. Química Nova na Escola, 33(3): 153–159.

Marcelino L.V. & Recena M.C.P. (2012) Possíveis influências do novo ENEM nos currículos educacionais de química. Estudos em Avaliação Educacional, 23(53): 148–177.

Mattei L. (2010) Programa Nacional para Produção e Uso do Biodiesel no Brasil (PNPB): trajetória, situação atual e desafios. Revista Econômica do Nordeste, 41(4): 731–740.

Mendonça M.A.A., Freitas R.E., Santos A.O.P., Pereira A.S. & Costa R.C. (2008) Expansão da produção de álcool combustível no Brasil: uma análise baseada nas curvas de aprendizagem (p. 01–15). In: XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Rio Branco: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural.

Mota C.J.A., Silva C.X.A. & Goncalves V.L.C. (2009) Gliceroquímica: novos produtos e processos a partir da glicerina de produção de biodiesel. Química Nova, 32(3): 639–648. doi: 10.1590/S0100-40422009000300008

Parra L. (2003) Óleo de girassol é usado como combustível. Disponível em: https://www.folhadelondrina.com.br/economia/oleo-de-girassol-e-usado-como-combustivel-44

html (Acesso em 21/02/2018).

Rinaldi R., Garcia C., Marciniuk L.L., Rossi A.V. & Schuchardt U. (2007) Síntese de biodiesel: uma proposta contextualizada de experimento para laboratório de química geral. Química Nova, 30(5): 1374–1380. doi: 10.1590/S0100-40422007000500054

Santos A.P.B. & Pinto A.C. (2009) Biodiesel: uma alternativa de combustível limpo. Química Nova na Escola, 31(1): 58–62.

Suarez P.A.Z. & Meneghetti S.M.P. (2007) 70º aniversário do biodiesel em 2007: evolução histórica e situação atual no Brasil. Química Nova, 30: 2068–2071. doi: 10.1590/S0100-40422007000800046

Suarez P.A.Z., Meneghetti S.M.P., Meneghetti M.R. & Wolf C.R. (2007) Transformação de triglicerídeos em combustíveis, materiais poliméricos e insumos químicos: algumas aplicações da catálise na oleoquímica. Química Nova, 30: 667–676. doi: 10.1590/S0100-40422007000300028

Vasconcelos Y. (2016) No ranking de desenvolvimento tecnológico. Disponível em: https://super.abril.com.br/ciencia/no-ranking-de-desenvolvimento-tecnologico/ (Acesso em: 19/12/2017).




DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v2i2.1073

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Autor e Revista mantêm os direitos da publicação

____________________________________________
Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza
Unidade Acadêmica de Ciências Exatas e da Natureza - CFP - UFCG
Cajazeiras - PB, Brasil
(ISSN 2526-8236)

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

INDEX COPERNICUS INTERNACIONAL

 

ICI WORLD OF JOURNALS