Análise morfométrica da bacia hidrográfica do rio Alegre, ES, Brasil

Giselle Lemos Moreira, Eduardo Alves Araújo, Maria Sueliane Santos de Andrade, Máida Cynthia Duca de Lima, Francielle Rodrigues de Oliveira

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo analisar os parâmetros morfométricos da bacia hidrográfica do rio Alegre, ES. Inicialmente, realizou-se a delimitação automática da bacia hidrográfica do rio Alegre, com o auxilio do aplicativo computacional ArcGIS 10.2®, a partir da extensão ArcHydro Tools. Após a delimitação da bacia, foram calculados os parâmetros morfométricos para a caracterização da mesma, sendo eles: área de drenagem total, perímetro total, coeficiente de compacidade, fator de forma, índice de circularidade, padrão de drenagem, densidade de drenagem, coeficiente de manutenção, índice de rugosidade, ordem dos cursos d’água, altitude e declividade.  Os resultados obtidos permitem inferir que: a bacia hidrográfica do rio Alegre obteve uma área de 204,124 Km², com perímetro de 104,880 Km, possuindo forma alongada, não sendo propicia a enchentes; o padrão de drenagem dendrítico proporciona a atenuação da erosão, corroborando com o resultado encontrado pelo índice de rugosidade; o sistema de drenagem apresentou grau 6 de ramificação, entretanto, o parâmetro densidade de drenagem teve resultado considerado baixo, indicando que a bacia apresenta um sistema de drenagem pouco desenvolvido e; amplitude altimétrica, bem como, a predominância do relevo forte ondulado, favorece o escoamento superficial.


Palavras-chave


Manejo de bacias; Enchentes; Escoamento superficial.

Texto completo:

PDF

Referências


APARNA, P.; NIGEE, K.; SHIMNA, P.; DRISSIA, T. K. Quantitative Analysis of Geomorphology and Flow Pattern Analysis of Muvattupuzha River Basin Using Geographic Information System. ScienceDirect. v. 4, p. 609-616,2015.

BRASIL. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Brasília: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1999. 412p.

CALIL, P. M.; OLIVEIRA, L. F. C.; KLIEMANN, H. J.; OLIVEIRA, V. A. Caracterização geomorfométrica e do uso do solo da Bacia Hidrográfica do Alto Meia Ponte, Goiás. R. Bras. Eng. Agríc. Ambiental. Campina Grande, PB, v. 16, n. 4, p. 433-442, 2012.

CHANDRASHEKAR, H.; LOKESH, K. V.; SAMEENA, M.; ROOPA, J.; RANGANNA, G. GIS–Based Morphometric Analysis of Two Reservoir Catchments of Arkavati River, Ramanagaram District, Karnataka. ScienceDirect. v. 4, p. 1345-1353, 2015.

CHRISTOFOLETTI, A., 1974. Geomorfologia. Ed. Edgard Blucher Ltda e EDUSP.

COLLARES, E. G. Avaliação de alterações em redes de drenagem de microbacias como subsídios ao zoneamento geoambiental de bacias hidrográficas: aplicação na bacia do Rio Capivari, SP. 193 f. Tese (Doutorado em Geotecnia) – Escola de Engenharia, Universidade de São Paulo, São Carlos, SP, 2000.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 2006. 306p.

FARHAN, Y.; ANBAR, A.; ENABA, O.; AL-SHAIKH, N. Quantitative analysis of geomorphometric parameters of Wadi Kerak, Jordan, using remote sensing and GIS. Journal of Water Resource and Protection. v. 7, p. 456-475, abr. 2015.

FERRARI, J. L.; SILVA, S. F.; SANTOS, A. R.; GARCIA, R. F. Análise morfométrica da sub-bacia hidrográfica do córrego Horizonte, Alegre, ES. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 8, n. 2, p. 181-188, 2013.

HORTON, R. E., 1932. Drainage Basin Characteristics. Trans. American Geophysical Union, 13: 350-361.

LIMA, W.P. Hidrologia florestal aplicada ao manejo de bacias hidrográficas. 2 ed. Piracicaba-SP: ESAUQ, 2008. 253p. (Apostila).

Millennium Ecosystem Assessment. 2005. Ecosystems and Human Well-being: Summary for Decision Makers, In Ecosystems and Human Well-being: Biodiversity Synthesis. Island Press, Washington, DC, pp. 1-16.

NASCIMENTO, Melchior Carlos do et al . Mapeamento dos fragmentos de vegetação florestal nativa da bacia hidrográfica do rio Alegre, Espírito Santo, a partir de imagens do satélite IKONOS II. Revista Árvore, Viçosa , v. 30, n. 3, p. 389-398, Jun. 2006 .

QIU, J., TURNER, M.G. Importance of landscape heterogeneity in sustaining hydrologic ecosystem services in an agricultural watershed. Ecosphere v. 6, n. 11, p. 1-19, 2015.

ROZALLIS, S.; MORIN, E.; YAIR, Y.; PRICE, C. Flash flood prediction using an uncalibrated hydrological model and radar rainfall data in a Mediterranean watershed under changing hydrological conditions. Journal of Hydrology. v. 394, n.1-2, p. 4–16.

SANTOS, A. R. dos. Apostila de elementos da cartografia. Alegre, ES: UFES – Campus de Alegre, 2013 (Apostila).

SANTOS, D. A. R. dos; MORAIS, de F. Análise morfométrica da bacia hidrográfica do rio lago verde como subsídio à compartimentação do relevo da região de lagoa da confusão – TO. Revista Geonorte. v. 3, n. 4, p. 617-629, 2012.

SCHUMM, S. A. Evolution of drainage systems and slopes in badlands of Perth Amboy. Bulletin of Geological Society of America, n. 67, 1956. p. 597-646

SILVA, A. M. da; MELLO, C.R, de; Apostila de Hidrologia. UFLA-MG, 2008.

STRAHLER, A. N. Quantitative analysis of watershed geomorphology. Transactions of the American Geophysical Union, v. 38, n. 6, p. 913-920, 1957.

STRAHLER, A. N. Dimensional analysis applied to fluvial eroded landforms. Geological Society of America Bulletin, v.69, p.279-300, 1958.

STRAHLER, A. N. Quantitative geomorphology of drainage basins and channel networks. In CHOW, Ven Ten (Ed.). Handbook of applied hidrology. NEW York: McGraw-Hill, 1964. p. 4.39-4.76.

TEODORO, V. L. I.; TEIXEIRO, D.; COSTA, D. J. L.; FULLER, B. B. O Conceito de Bacia Hidrográfica e a Importância da Caracterização Morfométrica Para o Entendimento da Dinâmica Ambiental Local. Revista Uniara, n. 20, 2007.

THOMAS, J.; JOSEPH, S.; THRIVIKRAMJI, K.; ABE, G.; KANNAN, N. Morphometrical Analysis of Two Tropical River Basins of Contrasting Environmental Settings, the Southern Western Ghats, India. Environmental Earth Sciences, v. 66, p. 2353-2366, 2012.

TONELLO, K.C. Análise hidroambiental da bacia hidrográfica da cachoeira das Pombas, Guanhães, MG. 2005. 69p. Tese (Doutorado em Ciências Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.

TONELLO, K. C.; DIAS, H. C. T.; SOUZA, A. L. DE; RIBEIRO, C. A. A. S. R.; LEITE, F. P. Análise hidroambiental da bacia hidrográfca da cachoeira das Pombas, Guanhães - MG. Revista Árvore, v.5, n.30, p.849-857, 2006.

TRAJANO, S. R. R. S.; SPADOTTO, C. A.; HOLLER, W. A.; DALTIO, J.; MARTINHO, P. R. R.; FOIS, N. S.; SANTOS, B. B.O.;TOSCHI, H. H.; LISBOA F. S. Análise morfométrica de bacia hidrográfca – subsídio à gestão territorial estudo de caso no alto e médio Mamanguape. Campinas, SP: EMBRAPA, 2012. 35p. (Boletim).

TUCCI, C.E.M. Hidrologia: ciência e aplicação. Porto Alegre, RS: Editora da Universidade (UFRGS)/Edusp/ABRH, 2001.943p.

WILLAARTS, B. A.; VOLK, M.; AGUILERA, P. A. Assessing the ecosystem services supplied by freshwater flows in Mediterranean agroecosystems. Agricultural Water Management, v. 105, p. 21–31, 2012.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia Aplicada. São Paulo. McGraw-Hill do Brasil. 245p., 1975




DOI: http://dx.doi.org/10.30969/acsa.v12i4.850

Apontamentos

  • Não há apontamentos.