Analise histórica da frequência de ocorrência de incêndios florestais no município de Linhares, Espírito Santo

Felipe Patrício das Neves, Nilton Cesar Fiedler, Weslen Pintor Canzian

Resumo


Estudos sobre a série histórica de atendimentos a incêndios florestais por bombeiros militares são muito importantes, devido ao aumento da frequência de ocorrências e dos danos econômicos, sociais e ambientais. Esta pesquisa teve como objetivo descrever o comportamento e a periodicidade de ocorrências de incêndios florestais no município de Linhares, estado do Espírito Santo, destacando fases de maior incidência, bem como regiões mais castigadas. Utilizaram-se registros de atendimentos do Corpo de Bombeiros Militar, de 2015 a 2019. Além da análise de dados, utilizou-se o software QGIS, para análises espaciais. No período foram registrados 1.029 ocorrências, destacando-se os bairros Canivete (8,45%), Bebedouro (6,8%), Planalto (5,25%), Três Barras (4,86%), além de Movelar e Rio Quartel (4,28%). As ocorrências na zona rural se destacaram (22,35%). A maior periodicidade ocorreu nas estações do verão (30,17%) e primavera (25,33%). Mapas de calor anuais, com o interpolador de Kernel, destacando concentração de incêndios, indicaram novas regiões de densidade distribuídas também no interior do município. Observou-se que 2015 e 2019 foram os anos mais críticos do período analisado. Concluiu-se que os resultados forneceram aos gestores informações muito importantes, capazes de tornar mais eficazes as atividades de controle, prevenção e fiscalização de incêndios florestais.

Palavras-chave: controle de incêndios, gestão florestal, prevenção.


Texto completo:

PDF

Referências


BATISTA, A. C. O uso dos retardantes no combate aéreo aos incêndios florestais. Floresta, v. 39, p. 5-10, 2009.

CAEMMERER, B.; WILSON, A. An exploration of the service orientation discrepancy phenomenon in a public sector context. The Service Industries Journal, v. 31, n. 3, p. 355-370, 2011.

DE OLIVEIRA, A. M.; BRITO, C. A. O.; DE OLIVEIRA, L. N. A. Análise da distribuição espacial urbana das unidades de saúde da família e unidade básica de saúde em feira de Santana. Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 7, p. 8534-8543, 2019.

FIEDLER, N. C.; RODRIGUES, T. O.; MEDEIROS, M. B. Avaliação das condições de trabalho, treinamento, saúde e segurança de brigadistas de combate a incêndios florestais em unidades de conservação do Distrito Federal: estudo de caso. Revista Árvore, v.30, n.1, p.55-63, 2006.

GOBBO, S. D. A.; GARCIA, R. F.; AMARAL, A. A.; EUGÊNIO, F. C.; ALVAREZ, C. R. S.; LUPPI, A. S. L. Uso da Terra no entorno do PARNA-Caparaó: preocupação com os incêndios florestais. Floresta e Ambiente, v.23, n.3, p.350-361, 2016.

GUIMARÃES, P. P. et al. Análise dos impactos ambientais de um incêndio florestal. Agrarian Academy, v. 1, n. 1, p. 38, 2014.

HERAWATI, H.; SANTOSO, H. Tropical forest susceptibility to and risk of fire under changing climate: A review of fire nature, policy and institutions in Indonesia. Forest Policy and Economics, v. 13, n. 4, p. 227-233, 2011.

MAINARDES, E. W.; CERQUEIRA, A. dos S.; VASSOLER, H. Simplification and

Digitalization Practices on Fire Inspection Service: Case Study in a State Fire Department in Brazil. Applying Quality of Life Research. 1ed.: Springer International Publishing, 2016, p. 203-215.

PEREIRA, A. A. et al. Validação de focos de calor utilizados no monitoramento orbital. Cerne, v.18, n.2, p.335-343, 2012.

SILVA, E. C. G. et al. Análise temporal da ocorrência de incêndios florestais nas Américas e região do Caribe. Nativa, v. 6, p. 491-496, 2018.

SILVERMAN, B. Density Estimation for Statistics and Data Analysis. Monographs on Statistics and Applied Probability, Chapman and Hall, Londres, 1986.

SOARES, R. V., BATISTA, A. C. Incêndios florestais: controle, efeitos e uso do fogo. Curitiba, 2007. 264 p.

TORRES, F. P. T. et al. Analysis of efficiency of f ire danger indices in forest fire prediction. Revista Árvore, v. 41, n.2, 2017




DOI: http://dx.doi.org/10.30969/acsa.v17i1.1310

Apontamentos

  • Não há apontamentos.