Análise da relação de indicadores físico-químicos do lixiviado gerado em um aterro sanitário no Semiárido Brasileiro

Libânia da Silva Ribeiro, Naiara Angelo Gomes, Márbara Vilar de Araujo Almeida, William de Paiva

Resumo


A degradação dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) em aterros sanitários ocorre por meio de processos físico-químicos e biológicos resultando na produção de líquidos lixiviados, que em função da variabilidade e heterogeneidade em sua composição podem ocasionar diferentes impactos à saúde pública e ao meio ambiente. Portanto, esse trabalho tem como objetivo caracterizar o lixiviado gerado no aterro sanitário instalado em Campina Grande, Paraíba, por meio da relação ácido-básico. A coleta do lixiviado in natura ocorreu durante os meses de maio de 2017 a janeiro de 2018, na Lagoa de Tratamento de Lixiviado (LTL) que é responsável pela recepção da contribuição de todo efluente gerado no aterro. O lixiviado, após coletado, foi armazenado e encaminhado para o Laboratório de Geotecnia Ambiental onde foi caracterizado por meio da relação dos indicadores físico-químicos (pH, ácidos graxos voláteis e alcalinidade total). Os resultados demonstraram que o pH do lixiviado tendeu para valores entre a neutralidade e a basicidade, os ácidos graxos voláteis decaíram indicando que houve considerável degradação da matéria orgânica biodegradável, ainda houve acréscimos de alcalinidade total. Conclui-se que, por meio da relação do sistema ácido-básico, o lixiviado apresentou características de que a biodegradação dos resíduos sólidos urbanos ocorre de acordo com a digestão anaeróbia metanogênica, característico de pH básico, incrementos nos valores da alcalinidade e concentrações de ácidos graxos voláteis dentro da faixa usual para a idade do aterro.


Palavras-chave


Efluentes; Resíduos Sólidos Urbanos; Sistema ácido-básico

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREOTTOLA, G.; CANNAS, P. Chemical and Biological Characteristics of landfill Leachate. In: Chistensen, T.; Cossu, R.; Stegmann, R. Landfilling of Waste: Leachate. Great Britain, Chapman & Hall, p. 65-88, 1992.

APHA, AWWA, WEF. Standard Methods for examination of water and wastewater. 23 nd ed. Washington: American Public Health Association, 2017, p.1360.ISBN 978-087553-013-0.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

CHRISTENSEN, T. et al. Biogeochemistry of Landfill Leachate Plumes. Applied Geochemistry, v. 16, p. 659 – 718, 2001.

CETESB - COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Guia de Coleta e Preservação de Amostras de Água. São Paulo: CETESB; Brasília: ANA, 2011, 326p.

CASTILHOS JR.A.B. Resíduos sólidos urbanos: Aterro sustentável para municípios de pequeno porte. Projeto PROSAB- RIMA, ABES. Rio de Janeiro, p. 294, 2003. ISBN 85-86552-70-4.

CHERNICHARO, C. A. L. Princípios do tratamento biológico de águas residuárias: reatores anaeróbios. 2.ed. Belo Horizonte: DESA-UFMG, v.5, 379p. 2007.

CHRISTENSEN, T.H.; BJERG, P.P.L.; JENSEN, D.L.; J.B.; CHRISTENSEN, A.; BAUM, A.; ALBRECHTSEN, H-J.; HERON G. Biochemistry of landfill leachate plumes. Applied Geochemistry. v.16, p. 659-718, 2001.

CONTRERA, R.C. Estudo da tratabilidade de lixiviados de aterros sanitários em sistema de reatores anaeróbio e aeróbio operados em bateladas sequenciais e em um filtro biológicos anaeróbio contínuo de fluxo ascendente. 2008. 789f. Tese (Doutorado em Hidráulica e Saneamento) Programa de Pós- Graduação de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo – SP.

ECOTERRA AMBIENTAL. Projeto de implantação de um aterro sanitário para resíduos sólidos no municipio de Campina Grande – PB: Estudo de Impacto Ambiental/ Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA). 2010.

EGREJA FILHO, F. B. Relatório de atividades de consultoria junto à superintendência de limpeza urbana de Belo Horizonte. Belo Horizonte: CODEPRO, 1996.

El FADEL, M.; DOUSEID, E.; CHAHINE, W.; ALAYLIC, B. Factors influencing solid waste generation and management. Waste Management. v.22, p. 269- 276, 2002.

FUENTES M, SCENNA NJ, AGUIRRE PA, MUSSATI MC. Application of two anaerobic digestion models to biofilm systems. Biochem Eng J. 38:259–269, 2008.

GODECKE, M. V.; NAIME, R.H.; FIGUEIREDO, J.A.S. O consumismo e a Geração de Resíduos Sólidos Urbanos no Brasil. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.8, nº 8, p. 1700-1712, 2012.

HU, L.; DU, Y.; LONG, Y. Relationship between H2S emissions and the migration of sulfur-containing compounds in landfill sites. Ecological Engineering, v. 106, p. 17-23, 2017.

KATTEL, E.; TRAPIDO, M.; DULOVA, N. Treatment of landfill leachate by continuously reused ferricoxyhydroxide sludge-activated hydrogen peroxide. Chemical Engineering Journal, v. 304, n. 2, p. 646-654, 2016.

KJELDSEN, P.; BARLAZ, M. A.; ROOKER, A.P.; BAUN, A.; LEDIN, A.; CHRISTENSEN, T. Present and long-term composition of MSW landfill leachate: A Review. Environmental Science and Technology. V. 32, (4), p. 297-336, 2002.

KULIKOWSKA, D.; KLIMIUK, E. The effect of landfill age on municipal leachate composition. Bioresource Technology, v. 99, n. 13, p. 5981- 5985, 2008.

LEITE, H. E. A. S. Estudo do comportamento de aterros de RSU em um bioreator em escala experimental na cidade de Campina Grande –PB. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, PB, 218p. 2008.

LIMA, R. M. et al. Spatially distributed potential of landfill biogas production and electric power generation in Brazil. Waste Management, New York, v. 74, p. 323-334, 2018.

METCALF, L.; EDDY, Inc. Wastewater Engineering – Treatment and Reuse.

ª edição. McGraw-Hill. 1819 p. 2003. ISBN 978-0070418783.

MORAIS, M.; NASCIMENTO M. C. D.; MENEZES F. C.; SANTANA. M. R.; SILVA R. F.; SILVA T. O.; MAIA C.; PIMPÃO C. H. Análise Físico-Química e Microbiológica do Lixiviado do Aterro Sanitário de Rio Branco-AC. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, 7(1), 282–292, 2020.

REGADÍO, M. et al. Pollution profiles and physicochemical parameters in old uncontrolled landfills. Waste Management (New York, N.Y.), v. 32, n. 3, p. 482-497, 2012.

REINHART, D. R. & GROSH, C. J. (1998) Analysis of Florida MSW landfill leachate quality. Florida Center for Solid and Hazardous Management. Gainesville, FL, USA.

RENOU, S.; GIVAUDAN, J.G.; POULAIN, S.; DIRASSOUYAN, F.; MOULIN, P. Landfill leachate treatment: review and opportunity. Journal of Hazardous Materials, v. 150, n. 3, p. 468 493, 2008.

RIBEIRO, L.S.; SILVA, A.S.; ALVES, F. S.; MELO, M.C.; PAIVA, W.; MONTEIRO, V.D.E. Monitoramento físico-químicos de um biorreator com resíduos sólidos urbanos em escala piloto na cidade de Campina Grande (PB). Engenharia Sanitária e Ambiental (Online), v. 21, p.1-9, 2016.

SÁ, L. F.; JUCÁ, F. T.; SOBRINHO, M. A. M. Tratamento do lixiviado de aterro sanitário usando destilador solar. Revista Ambiente & Água, v.07, n.1, 2012.

SOUTO, G.D.B. Lixiviado de Aterros Sanitários Brasileiros – estudo de remoção do nitrogênio amoniacal por processo de arraste com ar (“stripping”). 2009. 371 f. Tese (Doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos-SP, 2009.

SOUTO, G. B.; POVINELLI, J. Características do lixiviado de aterros sanitários no Brasil. In: 24° Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Anais. ABES. Belo Horizonte, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.30969/acsa.v17i1.1309

Apontamentos

  • Não há apontamentos.