Evaluation of the monitoring network of a river basin of Rio Grande do Sul, Brazil

  • Lais Fernandes Moraes Programa de Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, Porto Alegre http://orcid.org/0000-0003-4876-1741
  • Osvaldo André dos Santos Cabongo Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Rio Grande do Sul, São Leopoldo http://orcid.org/0000-0002-5683-2098
  • Cristiano Poleto, Doutor Programa de Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, Porto Alegre http://orcid.org/0000-0001-7376-1634

Abstract

The Sinos River is one of the most polluted rivers in Brazil. This article presents a survey of information about the hydrological monitoring network of Sinos River Basin, state of Rio Grande do Sul. It aimed to identify the institutional actions in progress to evaluate the water quality of the river. A documentary research was conducted through which the entities responsible for the hydrological monitoring of the Sinos River and its tributaries were identified. It was found that there are several responsible organisms and that the sampling frequencies of water quality are varied. The main entity responsible for this monitoring is the State Foundation for Environmental Protection, which performs the analysis of physical, chemical and biological parameters in quarterly frequency. The owners of the sanitation services verify the hourly, daily and monthly frequency of the adduced water and the effluent standards dumped in the river. Other entities, state and federal, perform the monitoring in fluviometric and rainfall stations. It was verified, then, that the river is highly monitored, but there isn’t integration of the data. The quality results are available with a three-month time lapse and the daily results are not disclosed by the sanitation companies to the public.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Alvin A.T.B.; Ronca, J.L.C. 2007. Metodologia de avaliação qualitativa das ações dos Comitês de Bacias com ênfase na gestão integrada: o Comitê do Alto Tietê em São Paulo. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental. 12(3): 325-334.
Américo-Pinheiro J.H.P.; Mirante M.H. P.; Benini S.M. 2016. Gestão e qualidade dos recursos hídricos: conceitos e experiências em bacias hidrográficas. Ed. ANAP, Tupã-SP, 95 p.
ANA, 2013. Resolução nº 903 de 22 de Julho de 2013. Cria a Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade das Águas Superficiais e estabelece suas diretrizes, 10p. Acesso em: 22/07/2017
ANA, 2016. Conjuntura dos recursos hídricos: Informe/ Agência Nacional de Águas – Brasília: ANA. 95p. Acesso em: 22/07/2017
ANA, 2017. Portal da Qualidade das Águas. Acesso em: 24/07/2017.
ANA, 2017. Sistema de Informações Hidrológicas – HidroWeb. Acesso em: 04/08/2017
Blume, KK.; Macedo, J.C.; Meneguzzi, A.; Silva, L.B.; Quevedo, D.M.; Rodrigues, M.A.S. 2010. Water quality assessment of the Sinos River, Southern Brazil. Brazilian Journal Biology, 70(4): 1185-1193.
Callisto, M.; et al. 2012. Gestão eficiente de bacias hidrográficas no Brasil: dificuldades e perspectivas de soluções. Natureza & Conservação, 10(1): 1-4.
Carvalho, R.G. 2014. As bacias hidrográficas enquanto unidades de planejamento e zoneamento ambiental no Brasil. Caderno Prudentino de Geografia, Volume Especial (36): 26-43.
Cerqueira, L.S.; Fadul, E.; Vitória, F.T.; Morais J.L.M. 2016. Produção científica em gestão de recursos hídricos no Brasil no período de 2002 a 2011: uma análise da sua contribuição para o setor. Revista Gestão e Planejamento 17(2): 233-251.
COMITESINOS, 2014. Plano de Gerenciamento da bacia hidrográfica do Rio dos Sinos – META 3, Situação da situação Atual dos Recursos Hídricos. 148p. Acesso em: 25/08/2017
COMITESINOS, 2018. Bacia hidrográfica do Rio dos Sinos. Acesso em: 26/03/2018
DRH. 2017. Diagnóstico Preliminar – Descritivo dos eventos ocorridos no dia 05 de janeiro de 2017 entre as regiões dos municípios de S. F. de Paula e Rolante - RS. Acesso em: 28/03/2017
FEPAM. 2017. Qualidade ambiental da Região Hidrográfica do Guaíba. Acesso em: 27/04/2017
Figueiredo, J.A.S.; Drumm, E.; Rodrigues, M.A.S.; Spilki, F.R. 2010. The Rio dos Sinos watershed: an economic and social space and its interface with environmental status. Brazilian Journal of Biology, 70(4): 1131-1136.
IBGE. 2018. Panorama Cidades. Acesso em: 18/03/2018.
Junqueira, M.A.D.R.; Saiani, C.C.S; Passador, C.S. 2011. Apontamentos sobre a lei brasileira das águas: a experiência do Estado de São Paulo. Revista de Gestão 18(2): 159-175.
Lange, M.V.; Andersen, S.M.; Pascoal, J.C. 2016. Territorial management for an appropriate technological choice: the case of CIH and CIBiogás projects in Parana 3 River Basin, Parana, Brazil. Renowable Energy and Power Quality. (14): 90-95
Porto, M.F.A.; Porto, R.L.L. 2008. Gestão de Bacias Hidrográficas. Estudos Avançados, São Paulo, 22(63): 43-60.
PROSINOS. 2017. Estatuto do Consórcio Público de Saneamento Básico da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos – Pró-Sinos. Acesso em: 20/03/2017.
SEMA. 2017. Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. Acesso em: 27/04/2017.
Silva, M.B.; Herreros, M.M.A.G.; Borges, F.Q. 2017. Gestão Integrada dos Recursos Hídricos como Política de Gerenciamento de Águas no Brasil. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, 10.
SNIRH. 2017. Sistema de Informações de Recursos Hídricos. Acesso em 31/10/2017
Tundisi, J.G.; Matsumura-Tundisi, T.; Pareschi, D.C.; Luzia, A.P.; Von Haeling, P.H.; Frollini, E.H. 2008. A bacia hidrográfica do Tietê/Jacaré: estudo de caso em pesquisa e gerenciamento. Estudos Avançados 22(63): 159-172.
UFPEL. 2017. Grupo de Pesquisa em Hidrologia e Modelagem Hidrológica em Bacias Hidrográficas. Software SYHDA. Acesso em: 06/10/2017
Vespucci, A.G.; Santos, J.G.R., Bayer, M. 2016. Estações fluviométricas do estado de Goiás: qualificação dos dados hidrológicos disponíveis na base HIDROWEB/ANA. Revista Ateliê Geográfico. 10(3): 89-108.
Published
2018-05-28
How to Cite
MORAES, Lais Fernandes; CABONGO, Osvaldo André dos Santos; POLETO, Cristiano. Evaluation of the monitoring network of a river basin of Rio Grande do Sul, Brazil. Acta Brasiliensis, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 74-79, may 2018. ISSN 2526-4338. Available at: <http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra/article/view/93>. Date accessed: 24 jan. 2020. doi: https://doi.org/10.22571/2526-433893.