Índice de Vulnerabilidade Ambiental na Microbacia do Talhado, Santa Luzia, Paraíba

Resumo

O Índice de Vulnerabilidade Ambiental é uma ferramenta primordial na investigação e identificação dos fatores que podem gerar degradação ambiental em ecossistemas, como as bacias hidrográficas. Diante do exposto, o objetivo deste estudo foi determinar o Índice de Vulnerabilidade Ambiental na microbacia hidrográfica do Talhado, localizada no município de Santa Luzia, Paraíba. Para aplicação da metodologia, o Índice de Vulnerabilidade Ambiental foi gerado pela soma dos seguintes planos de informações: índice de vegetação por diferença normalizada, fator topográfico, uso atual da terra e áreas de preservação permanente e uso restrito. Estes planos foram criados utilizando um sistema de informações geográficas que utilizou o Idrisi Andes, versão 16.0. Os resultados mostraram que 581,2 hectares (49,9%) da microbacia foram identificados com vulnerabilidade moderada, seguida pelas áreas com vulnerabilidades baixa e muito baixa com 541,4 hectares (46,5%), enquanto que 41,1 hectares (3,5%) apresentaram vulnerabilidade que variaram de grave a muito grave. Tais resultados indicam atenção especial que deve ser dada ao manejo conservacionista dos recursos naturais na Microbacia do Talhado, Paraíba.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.

Referências

AESA. Agência Estadual de Águas da Paraíba. Pluviometria Mensal - Posto de Santa Luzia-PB. Disponível em: http://site2.aesa.pb.gov.br/aesa/monitoramentoPluviometria.do?metodo=listarMesesChuvasMensais. Acesso em: 10 jun. 2017.

Alvares, C. A.; Stape, J. L.; Sentelhas, P. C.; Gonçalves, J. L. de M.; Sparovek, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, 711–728, 2014. http://dx.doi.org/ 10.1127/0941-2948/2013/0507

Alves, T. L. B.; Araújo, A. R.; Alves, A. N.; Ferreira, A. C.; Nóbrega, J. E. da. Diagnóstico Ambiental da Microbacia Hidrográfica do Rio do Saco, Santa Luzia – PB, Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v.4, n 2, p. 396-412, 2011. Disponível em:< http://www.revista.ufpe.br/rbgfe/index.php/revista/article/viewArticle/216>. Acesso em: 12 jun. 2017.

Bertoni, J.; Lombardi Neto, F. Conservação do Solo. 3. ed. São Paulo: Editora Ícone, 1990. 355p.

BRASIL. Decreto-Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 fev. 2015.

Costa, M. F.; Fraga Filho, C. V.; Mendes, H. de A.; Martins, L. T.; Santos, A. R. dos S. Utilização de subtração de imagem e NDVI na avaliação da cobertura vegetal na RPPN Cafundó, Cachoeiro de Itapemirim, ES. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto,15., 2011, Curitiba. Anais... Curitiba: INPE, 2011 1918 – 1925.

Coutinho, L. M.; Cecílio, R. A.; Garcia, G. O.; Xavier, A. C.; Zanetti, S. S.; Moreira, M. C. Cálculo do fator LS da Equação Universal de Perdas de Solos (EUPS) para a bacia do Rio da Prata, Castelo – ES. Revista Agro@mbiente On-line, v. 8, n. 1, p. 01-09, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v8i1.1454

Eastman, J.R. Idrisi 15: The Andes Edition. Worcester, MA: Clark University, 2006.

Louzada, F. L. R. DE O.; Coutinho, L. M.; Andrade, C. C.; Oliveira, V. Á. DE S.; Breda, P. H. M.; Santos, A. R. dos. Análise da cobertura florestal por meio da subtração de imagem NDVI na Floresta Nacional de Pacotuba, Cachoeiro do Itapemirim, ES. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 14., 2009, Natal. Anais... Natal: INPE, 2009. p 25-30.

Klais, T. B. A.; Dalmas, F. B.; Morais, R. P.; Atique, G.; Lastoria, G.; Paranhos FILHO, A. C. Vulnerabilidade natural e ambiental do município de Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, Brasil. 2012. Revista Ambiente & Água, 7(2): 277-290. DOI: http://dx.doi.org/10.4136/ambi-agua.786

Marcelino, R. L. 2012. Riscos e vulnerabilidades da bacia hidrográfica de Santa Luzia – PB. Tese de Doutorado Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Paraíba. 138p. Disponível em: http://www.deag.ufcg.edu.br/copeag/DISSERTACOES_E_TESES_PPGEA/TESE/IRRIGA%C7%C3O/2012/ROSALVE.pdf

Melo, J. A. B. de; Lima, E. R. V. de. Uso da terra, vulnerabilidade e subsídios ao ordenamento territorial em microbacia. 2012. Mercartor, 11(24): 127-148. DOI: http://dx.doi.org/ 10.4215/RM2012.1124. 0009

Melo, E. T.; Sales, M. C. L.; Oliveira, J. G. B. Aplicação do índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI) para análise da degradação ambiental da microbacia hidrográfica do Riacho dos Cavalos, Crateús – CE. 2011. RA’E GA, 23:520-533.
DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v23i0.24919

Oliveira, P. T. S.; Rodrigues, D. B. B.; Alves Sobrinho, T.; Panachuki, E. Estimativa do fator topográfico da USLE a partir de três algoritmos. 2010. Revista Ambi-Agua, 5(2): 217-225. DOI: 10.4136/ambi-agua.149

Pons, N. A. D., Pejon, O. J. Aplicação do SIG em estudos de degradação ambiental: o caso de São Carlos (SP). 2008. Revista Brasileira de Geociências, 38(2): 295-302. Disponível em:< http://ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/7585/7012>

Porto, M. F. A.; Porto, R. L. L. Gestão de bacias hidrográficas. 2008. Revista Estudos Avançados, 22(63):43-60. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142008000200004

Ramalho Filho, A.; Beek, K. J. Sistema de avaliação da aptidão agrícola das terras, 3. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 1995. 65p.

Rouse, J. W.; Hass, R. H.; Deering, D. W.; Schell, J. A. Monitoring the vernal advancement and retrogradiation (green wave effect) of natural vegetation. Austin: Texas A&M University, 1974. 8p.

Silva, J. E. R. da. 2014. Diagnóstico físico-conservacionista, socioeconômico e ambiental em microbacia hidrográfica no Seridó paraibano. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Campina Grande 141p. Disponível em:

Silva, R. M. P.; Lima, J. R. de; Mendonça, I. F.C de; 2014. Alteração da cobertura vegetal na sub-bacia do rio espinharas de 2000 a 2010. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 18 (2) : 202 -209. Disponível em:

Silva, S. R. R.; Chaves, I. B.; Alves, J. J. A. 2010. Sensoriamento remoto e geoprocessamento aplicados ao zoneamento geoambiental: bacia hidrográfica do açude Camará – PB. Mercator, 9(20): 239-252. DOI: http://dx.doi.org/10.4215/rm.v9i20.782

Pinese Júnior, J. F.; Rodrigues, S. C. O Método de análise hierárquica -AHP- como auxílio na determinação da vulnerabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio Piedade (MG). 2012. Revista do Departamento de Geografia USP, 23:4-26. DOI: http://dx.doi.org/10.7154/RDG.2012.0023.0001

Durães, M. C. O.; Maia Filho, B. P.; Barbosa, V. V.; Figueiredo, F. P. de. Caracterização do impactos ambientais da mineração a bacia hidrográfica do rio São Lamberto, Montes Claros/MG. 2017. 9(1):49-61. Disponível em:< https://seer.ufmg.br/index.php/ccaufmg/article/view/4420>.
Publicado
2017-09-26
Como Citar
ASSIS, Fellipe Ragner Vicente et al. Índice de Vulnerabilidade Ambiental na Microbacia do Talhado, Santa Luzia, Paraíba. Acta Brasiliensis, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 8-16, set. 2017. ISSN 2526-4338. Disponível em: <http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra/article/view/47>. Acesso em: 24 out. 2020. doi: https://doi.org/10.22571/Actabra13201747.
Seção
Ecologia