Uso de extratos naturais como inibidores de corrosão para o aço AISI 304

Resumo

 O trabalho baseia-se em estudar o efeito de compostos não tóxicos ao meio ambiente e provenientes de recursos naturais renováveis, utilizando-os como inibidores de corrosão ambientalmente seguros para o aço AISI 304 em meio de HCl 0,1 mol/L. A avaliação da proteção à corrosão foi feita com a imersão de placas de aço em alíquotas dos extratos aquosos e etanólicos de erva mate e chá verde. O potencial de corrosão foi determinado utilizando eletrodo de calomelano saturado como referência. Na ausência de inibidores em um tempo de 60 minutos, o ensaio controle, apresentou potencial de corrosão (Ecorr) igual a -158 mV/ECS. Já em presença de extrato aquoso de erva mate, o Ecorr foi de - 138 mV/ECS e -149 mV/ECS para o extrato aquoso de chá verde. Os extratos etanólicos de erva mate e chá verde apresentaram valores de potencial de corrosão de -58 mV/ECS e -143 mV/ECS, respectivamente. Apenas o extrato etanólico da erva mate apresentou resultado significativo na inibição do processo corrosivo no metal em estudo, apresentando médias de Ecorr antes e após tratamento inibidor estatisticamente diferentes pelo teste t pareado. Assim, o extrato etanólico de erva mate apresenta potencial uso como inibidor verde de corrosão.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.

Referências

American Society for Testing and Materials. (2005). Standard Specification for Chemical Passivation Treatments for Stainless Steel Parts (A967-05). Pennsylvania: ASTM International. doi: 10.1520/A0967-05
Carvalho, R. H. R. (2015). Extração supercrítica de óleo de Sesamum indicum L. e aplicação como inibidor de corrosão em aço AISI 1020 através de sistemas microemulsionados (Tese de doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Recuperado de https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22444
Costa, S. N. (2017). Compostos derivados do Imidazol como inibidores da corrosão do aço carbono em meio ácido (Dissertação de mestrado). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Brasil. Recuperado de http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22805
Khan, G., Kazi, S. N., Basirun, W., Binti, H., Ali, M., Faraj, F. & Mustafa Khan, G. (2015). Application of Natural Product Extracts as Green Corrosion Inhibitors for Metals and Alloys in Acid Pickling Processes-A review. International Journal of Electrochemical Science, 10(8), 6120-6134.
Loto, C.A., Loto, R.T. &Popoola A.P.I (2011). Inhibition Effect of Extracts of Carica Papaya and Camellia Sinensis Leaves on the Corrosion of Duplex (α β) Brass in 1M Nitric acid. International Journal of Electrochemical Science, 6(10), 4900-4914.
Nabel, A. N., M. A., Yousef, M. A. & Tawfik, S. M. (2013). Impact of Synthesized and Natural Compounds in Corrosion Inhibition of Carbon Steel and Aluminium in Acidic Media. Recent Patents on Corrosion Science (Discontinued), 3(1), 58-68. doi: 10.2174/2210683911303010007
Rocha, J. C. & Gomes, J. A. C. P. 2017. Inibidores de corrosão naturais - Proposta de obtenção de produtos ecológicos de baixo custo a partir de resíduos industriais. Revista Matéria (Rio de Janeiro), 22(suppl.1), e-11927. doi: 10.1590/s1517-707620170005.0263
Rocha, J. C., Gomes, J. A. C. P. & D'Elia, E. (2014). Aqueous extracts of mango and orange peel as green inhibitors for carbon steel in hydrochloric acid solution. Materials Research, 17(6), 1581-1587. doi: 10.1590/1516-1439.285014
Santos, A. M., Almeida, T. F., Cotting, F., Aoki, I. V., Melo, H. C. & Capelossi, V. R. (2017). Evaluation of Castor Bark Powder as a Corrosion Inhibitor for Carbon Steel in Acidic Media. Materials Research, 20(Suppl. 2), 492-505. doi: 10.1590/1980-5373-mr-2016-0963
Singh, A., Ahamad, I. & Singh, V. K. (2011). Inhibition effect of environmentally benign Karanj (Pongamia pinnata) seed extract on corrosion of mild steel in hydrochloric acid solution. Journal Solid State Electrochem.2011. 15: 1087. doi: 10.1007/s10008-010-1172-z
Távora, M. P. (2007). Avaliação do efeito de particulados sólidos na eficiência de um inibidor de corrosão recomendado para meios salinos com CO2 (Dissertação de mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Recuperado de https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12858
Teixeira, V. M., Santos, E. C., Rezende, M. J. C. & D’Elia, E. (2015). Estudo da ação Inibidora do Extrato de Camellia sinensis na Corrosão do Aço-Carbono 1020 em HCl 1 mol L-1. Revista Virtual de Química, 7(5), 1780-1794. doi: 10.5935/1984-6835.20150102
Tussolini, M., Cristiane, S., Gomes, E. C., Cunha, M. T. & Rodrigues, P. G. P. (2007). Estudo do comportamento eletroquímico do benzotriazol e benzimidazol na oxidação do aço inoxidável tipo ABNT 304. Revista Escola de Minas, 60(1), 41-44. doi: 10.1590/S0370-44672007000100006
Publicado
2019-01-02
Como Citar
DA SILVA, Juliana Araujo et al. Uso de extratos naturais como inibidores de corrosão para o aço AISI 304. Acta Brasiliensis, [S.l.], v. 3, n. 1, p. 21-24, jan. 2019. ISSN 2526-4338. Disponível em: <http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra/article/view/119>. Acesso em: 20 mar. 2019. doi: https://doi.org/10.22571/2526-4338119.
Seção
Química Ambiental