Alterações bioquímicas em pessoas com HIV/AIDS no município de Macaé, Rio de Janeiro, Brasil

Resumo

Este estudo teve como objetivo, caracterizar o perfil lipídico, tempo de tratamento e perfil imunológico de pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA) atendidas pelo Serviço de Assistência Especializado (SAE) de Macaé, Rio de Janeiro para identificar o nível de prevenção de acordo com a tríade ecológica. Realizou-se um estudo do tipo transversal, de campo, descritivo com 46 PVHA de ambos os sexos, com idade entre 20 a 59 anos, no período de março a dezembro de 2017. Participaram da pesquisa 26 homens e 20 mulheres, destes 91,3% residiam em Macaé. Os resultados bioquímicos reportaram alteração das concentrações de triglicerídeos (≥150 mg dL-1) em 41,3% das PVHA estudadas; 5 homens e 7 mulheres apresentavam colesterol alto (≥240 mg dL-1), contudo, não foi observado significância estatística entre os gêneros. 23,9% e 19,5% das PVHA apresentavam valores máximos de LDL-c (≥130 e ≤159 mg dL-1) e altos de LDL-c (≥160 mg dL-1), respectivamente. Além disso, 26 PVHA apresentavam HDL-c abaixo do desejável. Todos os participantes utilizavam terapia antirretroviral, onde 82,6% (n = 38) apresentavam carga viral indetectável. Mais da metade das pessoas (84,7%) apresentavam-se assintomáticas de acordo com contagem de linfócitos T CD4+. O estudo identificou PVHA no período patogênico de nível de prevenção secundária segundo a tríade ecológica; encontrou-se alterações lipídicas nas PVHA. Modificações no estilo de vida e intervenções alimentares, podem promover melhora nas alterações bioquímicas identificadas.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

 

 

Referências

Alcorn, K.; Corkery, S.; Hughson, G. Nam aidsmap. 2013. Medicamentos antirretrovirais. 2 ed. GAT.
Ayres, J.R.C.M. 2009. Organização das ações de atenção à saúde: modelos e práticas. Saúde e Sociedade, 18(2):11-23.

Azevedo, E.; Pelicioni, M.C.F. 2011. Promoção da saúde, sustentabilidade e Agroecologia: uma discussão intersetorial. Revista Saúde e Sociedade, 20(3):715-729.

Beraldo, R.A; Santos, A.P; Guimarães, M.P; Vassimonll, H.S; Paula, F.J.A; Machado, D.R.L; Foss-Freitas, M.C; Navaro, A.M. 2017. Redistribuição de gordura corporal e alterações no metabolismo de lipídeos e glicose em pessoas vivendo com HIV/AIDS. Revista Brasileira de Epidemiologia, 20 (3):526-536.

Brasil. 2010. Módulos de Princípios de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades. Módulo 2: Saúde e doença na população / Organização Pan-Americana da Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; Ministério da Saúde, 52p.

Brasil. 2013. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Adultos. Brasília: Ministério da Saúde, 416p.

Brasil. Unaids Brasil. Estatísticas. 2017. Disponível em: . Acesso em 04 nov.2017.

Brasil. 2018. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais. Relatório consolidado usuários SUS por faixa etária. - Brasília: Ministério da Saúde, 15p.

Carvalho, C.A.; Pinho, J.R.O.; Garcia, P.T. 2017. Epidemiologia: Conceitos e aplicabilidade no sistema único de saúde. Universidade Federal do Maranhão, São Luís: EDUFMA.

Farhi, L.; Lima, D.B.; Cunha, C.B. 2008. Dislipidemia em pacientes HIV/AIDS em uso de antirretrovirais num hospital universitário. Jornal Brasileiro de Patologia Médica Lab, 44(3):175-184.

Fujisawa, R.T.; Vieira, A.E.F.; Fujisawa, R.M. 2008. Altos Níveis de HDL Colesterol: Proteção ou Risco Cardiovascular? Relato de Caso. Revista Brasileira de Clínica Médica, Osasco, (6):279-281.

Machado, M.F.A.S.; Monteiro, E.M.L.M.; Queiroz, D.T.; et al. 2007. Integralidade, formação de saúde, educação em saúde e as propostas do SUS - uma revisão conceitual. Ciência e Saúde Coletiva, 12(2):335-342.

Pereira, M. G. 2013. Epidemiologia: teoria e prática. 1 ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 616p.
Pio, D.P.M.; Laf, R.; Lopes, L.P.; Souza, J.C.G.E. 2017. Hospitalization of people 50 years old or older living with HIV/AIDS. Revista Brasileira de Enfermagem, 70(4):845-50.

Silva, I.R.P.; Dias, R.M.; Dutra, C.D.T.; Mendes, A.N.L.; Libonati, R.M.F. 2014. Dislipidemia e estado nutricional em pacientes HIV positivo com síndrome lipodistrófica. Revista Epidemiologia e Controle de Infecção, 4(3):200-207.

Simão, A.F.; Precoma, D.B; Andrade, J.P.; Correa Filho, H.; Saraiva, J.F.K.; Oliveira, G.M.M.; et al. 2013. I Diretriz Brasileira de Prevenção Cardiovascular, Arquivos Brasileiros de Cardiologia101(6):1-78.

Simonelli, C.G.; Silva, R.C. 2014. Avaliação nutricional de pacientes vivendo com HIV/AIDS. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, 29(2):159-165.

Soares, L.R. 2011. Perfil antropométrico e distribuição da gordura corpórea relacionados ao risco cardiovascular em adultos vivendo com HIV/AIDS. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 167p.

Sonaglio, E.P.; Pedro, F.L; Silva, Q.H.; Kirsten, V.R. 2011. Síndrome da Lipodistrofia em Crianças e Adolescentes com HIV/AIDS em uso de terapia antirretroviral. Revista da AMRIGS, Porto Alegre, 55(3):224-228.
Publicado
2018-09-12
Como Citar
MARINS, Geani de Oliveira et al. Alterações bioquímicas em pessoas com HIV/AIDS no município de Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. Acta Brasiliensis, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 80-83, set. 2018. ISSN 2526-4338. Disponível em: <http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra/article/view/113>. Acesso em: 21 out. 2018. doi: https://doi.org/10.22571/2526-4338113.
Seção
Bioquímica