Foco e Escopo

O Acta Brasiliensis, impressa (ISSN 2526-432X) e online (ISSN 2526-4338), publica artigos, notas e revisões científicas originais, com acesso livre (Open source), nas áreas afins às Ciências Biológicas e Ambientais, tais como: Botânica e Etnobotânica, Fisiologia vegetal, Zoologia, Química Ambiental e de Alimentos, Bioquímica, Microbiologia, Parasitologia, Farmácia, Genética, Ecologia, Ecotoxicologia, Agroecologia, Educação Ambiental.

As revisões bibliográficas serão aceitas somente a partir de convite de pesquisadores de notório saber em sua área de atuação. Os manuscritos publicados dependem da aprovação do Conselho Editorial, como descrito abaixo, na sessão "Processo de Avaliação pelos Pares (Sistema de Arbitragem)".

Os autores se obrigam, durante a fase de submissão do mauscrito, a declarar que seu manuscrito é um trabalho original, e que não está sendo submetido, em parte ou no seu todo, à análise para publicação em outro meio de divulgação científica sob pena de exclusão. Esta declaração está disponível no endereço: http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra/about/submissions.

Missão/Objetivo e Público-Alvo

O Acta Brasiliensis tem como objetivo ampliar a publicidade da pesquisa científica na área de Ciências Biológicas e Ambientais, divulgando informações e contribuindo para o desenvolvimento científico dessa área. Dessa maneira, o público alvo da Acta Brasiliensis compreende todos os pesquisadores das diversas áreas das Ciências Biológicas e Ambientais, nos diversos níveis de ensino (tecnológico, graduação e pós-graduação).

Indexação

                          

Processo de Avaliação pelos Pares (Sistema de Arbitragem)

O manuscrito submetido será inicialmente avaliado quanto o atendimento ao escopo da revista, cumprimento das normas de submissão (relacionada em Diretrizes aos Autores) e verificação de plágio (por meio de software específico e seguindo os critérios do software para definição do plágio), atendendo a esses requisitos, o manuscrito será encaminhado à um editor associado que o avaliará quanto a qualidade do manuscrito, quanto a sua relevância, inteligibilidade e qualidade da análise dos dados. Em seguida, o manuscrito que atendeu aos requisitos, será encaminhado pelo editor associado para dois revisores externos, especialistas na área de conhecimento do manuscrito. Os revisores poderão aprová-lo, com ou sem correções, ou rejeitá-lo. Os pareceres dos revisores externos serão encaminhados aos autores. O manuscrito será aprovado caso os dois revisores emitam parecer favorável à publicação. Havendo divergência entre os pareceres conclusivos dos dois revisores, será convidado um terceiro avaliador externo para um parecer decisivo. Havendo indicações para correções, os autores terão 2 semanas para essas melhorias, encaminhando o manuscrito pelo sistema do periódico.

Periodicidade: Quadrimestral, com as publicações sendo realizadas nos meses de janeiro, maio e setembro.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Portanto, leitores não pagam para ter acesso ao conteúdo da revista.

Arquivamento, Licença e Direito Autoral

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

É permitido aos autores a detenção os direitos autorais e de publicação, sem restrições, do seu manuscrito.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Editoração e Taxas para Autores

O Acta Brasiliensis é editado pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Patos, Paraíba. Endereço e contato:

Universidade Federal de Campina Grande - UFCG. Avenida Universitária, s/n. Bairro Jatobá. Cx Postal 61, CEP:58708-110 - Patos, Paraíba. Email: cstr@cstr.ufcg.edu.br. Telefone: (83) 3511-3000.

Este periódico não cobra taxas para submissão ou publicação. Entretanto, manuscritos publicados em inglês deverão ter as despesas de tradução custeadas pelos autores.

Autores Política de Preservação Digital 
O periódico utiiza o sistema LOCKSS (Lots of Copies Keep Stuff Safe - Muitas Cópias Mantém as Coisas Seguras) para assegurar arquivamento seguro e permanente dos seus arquivos. LOCKSS é um software livre desenvolvido pela Biblioteca da Universidade de Stanford, que permite preservar revistas online escolhidas ao sondar as páginas das mesmas por conteúdo recém publicado e arquivando-o. Cada arquivo é continuamente validado contra cópias de outras bibliotecas. Caso o conteúdo esteja corrompido ou perdido, as cópias são usadas para restauração.

Além disso, cada manuscrito recebe o Identificador Digital ou Identificador de Objeto Digital (DOI). 


Política de Ética e Malversação de Publicações

O Acta Brasiliensis está comprometido e têm respnsabilidades no cumprimento dos critérios éticos em todas as etapas do processo de publicação, o que envolve o autor, os editores e os revisores. Para tanto, seguimos o que é preconizado pelo o Comitê de Ética na Publicação (COPE). Abaixo relacionamos alguns dos principais aspectos das expectativas para editores, revisores e autores. Sugerimos também a leitura do Guia de Boas Práticas em Publicações.

1. Expectativas Éticas

Responsabilidades dos editores

- Atuar de forma justa e objetiva, sem discriminação do gênero, orientação sexual, crença religiosa ou política ou etnia.
- Adotar e seguir procedimentos razoáveis ​​no caso de reclamações de natureza ética ou de conflito, de acordo com as políticas e procedimentos da Sociedade, quando apropriado. Dar aos autores uma 
oportunidade razoável de responder a qualquer reclamação. Todas as reclamações devem ser investigadas, independentemente de quando a publicação original foi aprovada. A documentação associada a essas reclamações deve ser mantida.
- Todos os estudos originais devem ser revisados antes da publicação, levando em conta o possível viés devido a interesses relacionados ou conflitantes.
- Os editores devem tratar todos os trabalhos submetidos como confidenciais.
- As decisões editoriais não devem ser influenciadas por receita publicitária ou potencial de reimpressão: editorial administração de publicidade deve ser claramente separados.

Responsabilidades dos revisores

- Contribuir na tomada de decisão e ajudar a melhorar a qualidade do artigo publicado.
- A revisão do manuscrito deve ser em tempo hábil, se comprometendo a não reter o manuscrito em período superio ao prazo determinado, sem justificativa ou comunicações aos editores.
- Manter a confidencialidade de qualquer informação fornecida pelo editor ou autor. Não reter ou copiar o manuscrito.
- Alertar o editor para qualquer conteúdo publicado ou enviado que seja substancialmente similar àquele em revisão.
- Estar ciente de quaisquer potenciais conflitos de interesses (financeiros, institucionais, colaborativos ou outros relacionamentos entre o revisor e o autor) e alertar o editor para estes, se necessário, retirando seus serviços para esse manuscrito.

Responsabilidades dos autores

- Manter registros precisos dos dados associados ao manuscrito submetido e fornecer ou fornecer acesso 
a esses dados, mediante solicitação razoável.
- Confirmar / afirmar que o manuscrito como submetido não está sob consideração ou avaliação para publicação em outro lugar. Onde partes do conteúdo se sobrepõem ao conteúdo publicado ou enviado, para 
reconhecer e citar essas fontes. Além disso, fornecer ao editor uma cópia de qualquer manuscrito submetido que possa conter conteúdo sobreposto ou estreitamente relacionado.
- Confirmar a originalidade do manuscrito submetido e reconhecer e citar conteúdo reproduzido de outras fontes. Para obter permissão para reproduzir qualquer conteúdo de outras fontes.
- Os autores devem assegurar que quaisquer estudos envolvendo seres humanos ou animais estejam em 
conformidade com as leis e requisitos nacionais, locais e institucionais, comunicando das necessários
para a comprovação dessa aprovação. 
- Declarar qualquer potencial conflito de interesses (por exemplo, quando o autor tiver interesse concorrente (real ou aparente) que possa ser considerado ou visto como exercendo uma influência indevida sobre suas funções em qualquer estágio durante o processo de publicação).
- Notificar prontamente o editor se um erro significativo em sua publicação for identificado. Cooperar com o editor para publicar uma errata, adenda, retificação ou retrair o documento, quando isso for considerado necessário.

2. Procedimentos para lidar com comportamento antiético

 Identificação de comportamento antiético

- Má conduta e comportamento antiético podem ser identificados e trazidos à atenção do editor a qualquer momento, por qualquer pessoa.
- Má conduta e comportamento antiético podem incluir, mas não se limitam a, exemplos como descritos acima.
- Quem informar ao editor má conduta e comportamento antiético, deve fornecer informações e evidências 
suficientes para que uma investigação seja iniciada. Todas as alegações devem ser levadas a sério e tratadas da mesma maneira, até que uma decisão ou conclusão bem-sucedida seja alcançada.
- A decepção pode ser intencional, por negligência imprudente de possíveis conseqüências, ou por 
negligência. isto está implícito, portanto, que a “melhor prática” requer completa honestidade, com total divulgação.

Investigação

- Uma decisão inicial deve ser tomada pelo editor, que deve consultar ou buscar orientação do editor associado, se apropriado.
- Evidências devem ser coletadas, evitando, ao mesmo tempo, espalhar quaisquer alegações além daquelas 
que precisam ser informadas.
- O exame das faltas deve, ter foco, não apenas no ato ou omissão em particular, mas também sobre a intenção do pesquisador, autor, editor, revisor ou editor envolvido.

Pequenas violações

- Uma má conduta menor pode ser tratada sem a necessidade de consultar mais amplamente. Em qualquer 
caso, o autor deve ter a oportunidade de responder a quaisquer alegações.

Violações sérias

- Uma falta grave pode exigir que os empregadores do acusado sejam notificados. O editor, em consulta 
com a editora ou a Sociedade, conforme apropriado, deve tomar a decisão de envolver ou não os empregadores, seja examinando as evidências disponíveis ou consultando outras consultas com um número 
limitado de especialistas.


Resultados

Qunado indentificada a má conduta e comportamento antiético, poderão ser aplicadas as ações abaixo. Elas estão em ordem crescente de gravidade e podem ser aplicadas separadamente ou em conjunto).

- Informar ou educar o autor ou revisor onde parece haver um mal-entendido ou má aplicação de padrões 
aceitáveis.
- Uma carta com mais fortes palavras para o autor ou revisor que cobre a má conduta e como um aviso para o comportamento futuro.
- Publicação de um aviso formal detalhando a má conduta.
- Publicação de um editorial detalhando a má conduta.
- Uma carta formal para o chefe do departamento do autor ou revisor ou agência de financiamento.
- Retratação ou retirada formal de uma publicação da revista, em conjunto com a informação do chefe do 
departamento do autor ou revisor.
- Imposição de um embargo formal às contribuições de um indivíduo por um período definido.
- Relatar o caso e o resultado para uma organização profissional ou autoridade superior para investigações e ações adicionais.